Eurico cancela folga, põe time para treinar e frustra praia dos jogadores

03/02/2006 às 17h34 - FUTEBOL

Os jogadores já faziam planos de curtir uma praia à tarde, afinal faz bastante calor no Rio de Janeiro nesta sexta-feira, com a temperatura na casa dos 35ºC.

Foi quando durante o treino recreativo do Vasco pela manhã, em São Januário, o supervisor Nilson Gonçalves se aproximou do técnico Renato Gaúcho. Ele trazia uma ordem da diretoria, que havia cancelado a folga prevista para o resto do dia. Pior, o presidente Eurico Miranda mandou reunir todos para uma conversa séria antes da movimentação.

Na programação inicial feita pela comissão técnica, o elenco só treinaria meio período nesta sexta-feira. Após a atividade que começaria às 9h da manhã, os jogadores estariam liberados. Mas a diretoria não gostou nem um pouco de saber que não haveria treino em período integral. E ordenou cancelar a folga e mudar o planejamento.

O motivo foi simples: a péssima campanha do Vasco na Taça Guanabara. O clube terminou apenas em quarto lugar no grupo B (total de seis participantes), atrás de América, Botafogo e Volta Redonda, ficando pelo segundo ano consecutivo fora das semifinais.

Com isso, os jogadores iam sendo avisados ainda no campo de que precisariam voltar ao clube às 16h para treinar novamente. Alguns deixaram São Januário irritados com a mudança, já que tinham programado compromissos para o período da tarde. Outros preferiram permanecer no clube e almoçar na concentração. Os jornalistas não foram autorizados para acompanhar o treino desta sexta-feira à tarde.

Fonte: GloboEsporte.com