Eurico confirma rescisão de Anderson Martins e cita cláusula anti-Flamengo

09/01/2018 às 17h23 - FUTEBOL

O presidente do Vasco confirmou a rescisão do contrato de Anderson Martins. Segundo ele, o jogador pediu para sair e teve o desejo atendido. Mas haverá uma cláusula caso ela vá para o Flamengo: se isso acontecer, o jogador terá que pagar R$ 10 milhões.

- Ele pediu para eu sair, e eu concordei. Só tem uma cláusula: vou liberar e vai ter multa. Se o Flamengo quiser contratar, vai ter que pagar R$ 10 milhões de reais. Só liberei por causa do salário dele. Anderson Martins tinha salário incompatível com o que o futebol brasileiro pode pagar.

Anderson se despediu dos companheiros e da comissão técnica na tarde desta terça-feira. Ele estava insatisfeito com os cenários financeiro e político do Vasco. O clube deve a ele os salários de novembro, o 13º e férias - o mês de dezembro já venceu pela lei, mas a diretoria tem acordo com o elenco para pagar até o dia 20.

Entenda o caso

Anderson Martins voltou ao Vasco no ano passado e terminou a temporada como um dos destaques da equipe, titular absoluto. Os problemas, porém, foram extracampo.

Com situação política parecida à que viveu em 2011 - quando houve eleições presidenciais no meio do ano -, Anderson retornou ao Vasco e se mostrou insatisfeito com o que viveu no dia a dia do clube. Em conversas com dirigentes, reafirmou que ia fazer todo o esforço ao lado do grupo para terminar o ano de 2017 da melhor maneira possível, mas se preocupava com o futuro.

A indefinição política, a crise financeira e os efeitos no planejamento minaram a vontade de Anderson de continuar em São Januário. Houve pedidos da atual diretoria e da possível gestão Julio Brant pela permanência, mas o zagueiro decidiu deixar o clube.

Fonte: GloboEsporte.com

Enquete

Você é favorável ao retorno de Antônio Lopes no cargo de dirigente?

Deixe seu comentario