Eurico satiriza Corinthians por tentar Romário

05/01/2006 às 16h28 - FUTEBOL

Sem perder seu estilo sarcástico, que o faz ser amado por uns e odiado por outros, o presidente do Vasco, Eurico Miranda, tratou com deboche a sondagem da diretoria do Corinthians em torno do atacante Romário, de 39 anos, pretendido como possível trunfo para a Copa Libertadores da América.

O jogador e o clube carioca chegaram a um acordo contratual na quarta-feira. Com isso, o Baixinho permanece em São Januário por mais uma temporada. \"O Romário nunca saiu do Vasco. O Corinthians tem dinheiro para comprar qualquer jogador, menos o Romário. Em São Paulo não tem praia. E no Vasco ele é rei. Em São Paulo, ele seria no máximo um príncipe ou um membro da corte\", disparou o cartola vascaíno, à TV Bandeirantes.

De acordo com Eurico, o veterano atacante sequer cogitou a possibilidade de deixar o Gigante da Colina. Para o presidente cruz-maltino, tudo não passou de especulação levantada pela imprensa. \"Gastaram-se tempo de rádio, de tevê, e muita tinta de jornal para comentar essa história do interesse do Corinthians. Mas isso nunca existiu. Nos reunimos, como havíamos previsto, e acertamos sua continuação no Vasco\", completou.

Apesar de considerar mentirosos os comentários sobre a possibilidade de Romário estrear no futebol paulista, o próprio jogador havia confirmado a intenção de seguir para o atual campeão brasileiro. \"O Corinthians tem muita tradição e seria bom jogar o Paulista e a Libertadores\", disse Romário ao diário Lance.

\"Tem de estar disposto a encarar novos desafios. E dos males, o menor. São Paulo é aqui pertinho e tem a ponte-aérea\", completou, referindo-se à proximidade com o Rio de Janeiro.

O interesse do Corinthians também foi confirmado pelo diretor da MSI, Paulo Angioni. Inicialmente, a aquisição do camisa 11 seria apenas para a partida comemorativa do título nacional, diante do combinado com os principais destaques da competição. Porém, a idéia de trazer o Baixinho ganhou força, e sua chegada contava com o aval do iraniano Kia Joorabchian.

Fonte: Pelé.Net