Ex-atleta do Vasco se formou com Coutinho e virou estrela do WWE

21/12/2018 às 07h13 - OUTROS ESPORTES

Quem vê a carioca Taynara Conti, de 23 anos, sendo ovacionada no ringue do WWE e vivendo um mundo de fama na luta livre dos Estados Unidos mal consegue imaginar que sua caminhada foi dura. Ex-moradora da Barreira do Vasco, cresceu no clube cruzmaltino, viveu o sonho de ser lutadora de judô e estudou no colégio situado dentro de São Januário, onde se formou com ninguém menos que Philippe Coutinho, astro da seleção brasileira e do Barcelona (ESP).

A jovem iniciou sua trajetória esportiva na ginástica artística do Vasco, mas o trânsito de pessoas com quimono logo chamou sua atenção, fazendo com que ela migrasse para um esporte que lhe daria alegrias.

Nele, Taynara foi tetracampeã estadual e quatro vezes vice-campeã brasileira, feito que a fez integrar a seleção brasileira. Além do Cruzmaltino, ela lutou judô pelo projeto "Brasil vale ouro" e pelo "Instituto Reação", projeto do ex-judoca Flávio Canto que revelou a medalhista olímpica Rafaela Silva.

"Comecei na ginástica artística do Vasco, mas não fiquei muito tempo porque não era muito boa (risos). Depois que entrei no judô, não quis sair mais. Foi através dele que ganhei bolsa para faculdade de direito. Me trouxe muitas coisas", disse ao UOL Esporte.

Paralelamente ao esporte, suas fotos nas redes sociais passaram a chamar a atenção. Após ensaios de quimono com um fotógrafo francês, ela despertou o interesse da organização do WWE, que lhe fez um convite em 2016 para realizar testes, exatamente em um momento de declínio de desempenho no tatame.

"Confesso que eu nem sabia muito como era e fui pesquisando na internet. No começo tinha um pouco de preconceito, mas depois pude perceber que vivemos praticamente a mesma coisa que um atleta, só que além dos movimentos de luta, tenho aulas de promoção e de atuar", disse a jovem, que mora de maneira confortável em Orlando e está passando férias no Brasil até esta sexta-feira (21).

O feito de Taynara Conti pode ser considerado histórico. Afinal de contas, ela foi a primeira mulher representante da América Latina no WWE, organização que, atualmente, conta com ninguém menos do que Ronda Rousey, ex-atleta do MMA e campeã do UFC.

Já adaptada aos Estados Unidos e à língua inglesa, a ex-vascaína agora quer servir de inspiração para outras meninas, principalmente do Brasil.

"Não tenho como descrever tudo o que aconteceu na minha vida. Hoje vivo bem e faço parte de um evento com uma estrutura gigante, sendo reconhecida pelo meu trabalho. Torço muito para que outras meninas do Brasil e da América Latina tenham essa oportunidade que eu tive e vou lutar por isso", declarou.

Amiga de Jordi e Henrique, Taynara visitou o Vasco 

Na semana passada, Taynara matou a saudade do seu clube do coração, onde viveu bons momentos. Ela visitou São Januário, foi presenteada com uma camisa e reviu as instalações, como o colégio Vasco da Gama, onde se formou com Coutinho, que é três anos mais velho que ela, e estudou com o goleiro Jordi, o lateral esquerdo Henrique e o meia Guilherme Costa, trio que faz parte do atual elenco profissional de futebol.

"Não tenho como descrever a emoção em ter voltado lá. Sempre frequentei o clube desde pequena, fui atleta, estudei lá, fiz muitos amigos, como Jordi e Henrique. Lá eu me sinto em casa. São muitas lembranças", destacou.

Jordi foi um dos melhores amigos de Taynara e lembrou com carinho da jovem, ressaltando que desde cedo ela demonstrava garra para vencer na vida.

"Taynara é uma grande amiga. Eu a conheço dos tempos de colégio. Estudei na mesma sala dela. Pude acompanhar sua trajetória praticamente toda. Era uma menina que você via que sempre quis vencer. Ela sempre dominou muito essa área do judô, nunca desistiu, e tivemos muitos momentos. Sempre estávamos juntos, principalmente na igreja, na pizzaria... É uma grande amiga. Foi sempre muito carismática, estava sempre sorrindo e era muito destemida. Fico muito feliz em poder vê-la vencendo", declarou o goleiro.

Jordi se recorda que era sempre um dos primeiros a saber da evolução de Taynara nos Estados Unidos e no WWE, lembrando do esforço da vascaína para alcançar o patamar atual.

"Nesse período em que ela foi para os EUA, ela sempre me comunicava. Eu sempre fui umas das primeiras pessoas a saber e fico lisonjeado até hoje por isso. As pessoas hoje veem o resultado e falam: 'a Taynara do WWE', mas durante muito tempo ela lutou para poder passar e ser a primeira brasileira a entrar neste esporte. É muito gratificante você conhecer uma pessoa vencedora. Ela foi para lá sozinha, meteu as caras e venceu diante de todos os obstáculos. E hoje ela está lá, fazendo todo esse sucesso. Tenho muito orgulho dela. Sempre disse isso", contou.

Foto: Rafael Ribeiro / VascoTaynara visitou o Colégio Vasco da Gama, onde estudou
Taynara visitou o Colégio Vasco da Gama, onde estudou

Fonte: UOL Esporte