Ex-meia Geovani: "Certo ou errado, Eurico sempre brigou pelo Vasco"

12/03/2019 às 18h03 - CLUBE

Eurico Miranda despertou os mais variados sentimentos para os vascaínos e até para torcedores de outros clubes com seu jeito “turrão”, sem papas na língua, e com o inseparável charuto. O mandatário morreu aos 74 anos em decorrência de um câncer no cérebro, no Rio de Janeiro. Atualmente, ele estava no cargo de presidente do Conselho de Beneméritos do Vasco.

Ídolo do Vasco, Geovani Silva conviveu com Eurico por cerca de 14 anos e afirmou que apesar da personalidade forte e do autoritarismo, o mandatário tinha um grande coração. Ele relembrou uma história de quando ainda jogava no Cruz-Maltino.

- Um dia entrei na sala dele, aí ele com aquele jeitão: ‘O que você quer?’ Eu falei: ‘Vou sair porque você já está nervoso’. Aí fui embora. Ele mandou o assistente ir atrás de mim e eu voltei. Expliquei o problema e o que eu precisava, o Eurico disse que no dia seguinte resolveria. Como ele era diretor de futebol, achei que não fosse resolver, porque era uma situação delicada. No fim do treino me chamaram e avisaram que estava tudo resolvido. Esse era o Eurico Miranda, sempre tinha uma solução para tudo e tinha um grande coração.

A última vez que Geovani encontrou com Eurico foi em um jogo do Vasco no Kleber Andrade, em 2016.

- Olhei para ele e perguntei brincando se ele lembrava de mim. Ele logo me deu uma dura: ‘Lógico que lembro, por que não lembraria?’ Eu fico triste, o Eurico foi um dos diretores que mais me ajudou no futebol - contou.

Para o ex-meia, apesar de muitas polêmicas em que o mandatário esteve envolvido por décadas, Eurico sempre lutou pelo Vasco como ninguém. Era um vascaíno de verdade.

- Certo ou errado, ele sempre brigou pelo Vasco. Quem conheceu o Eurico via que ele brigava pelo Vasco como poucos. O Vasco foi grande na época que ele comandou, como presidente, como diretor - disse Geovani, que completou:

- O Eurico já estava bem mal. Ele foi relaxado, não se preocupava muito com a saúde. Depois de tantos momentos difíceis, acho que ele se entregou ao problema de saúde, ficou mais desgostoso com a vida - finalizou.

Fonte: Globoesporte.com