Ex-Vasco, Eduardo Costa inicia nova fase no mundo da bola

16/07/2018 às 13h53 - FUTEBOL

Três anos após pendurar as chuteiras, Eduardo Costa inicia uma nova fase no mundo da bola. Perto de concluir os cursos da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para ser treinador, o ex-volante quer retomar a ligação com o futebol, agora no comando de alguma equipe.

Aos 35 anos, o Eduardo vinha amadurecendo a ideia desde que parou de atuar profissionalmente, em junho de 2015, com a camisa do Avaí. Bastava decidir qual seria a nova função.

- Quando parei de jogar comecei a refletir sobre a possibilidade de continuar a minha vida dentro do esporte, só não sabia se seria como treinador, dirigente ou gestão de carreira de atletas. Oito meses depois, decidi que seguiria a carreira de técnico de futebol, por ser mais parecido com o meu jeito de pensar e com a minha personalidade. Comecei, então, a buscar uma capacitação teórica pois penso que, na prática, apesar dos meus 20 anos de atleta profissional, o nosso ponto de vista não é o suficiente - disse, em entrevista ao GloboEsporte.com

Além dos cursos na CBF, Eduardo Costa também pretende passar um período na Europa para conseguir a licença da UEFA. Natural de Florianópolis, o ex-volante atuou por mais de seis anos no Velho Continente, no Bordeaux, da França, e Sevilla, da Espanha.

- Conquistei as licenças A e B e, no momento, estou buscando a PRÓ. Além dessas, vou investir para tirar a licença da UEFA e ter um conhecimento internacional. Fiquei um tempo viajando pela França, Espanha, assistindo jogos e trocando conhecimento com pessoas com as quais atuei nesses países. Acompanhei também muitos jogos aqui do Brasil, de séries inferiores, campeonatos estaduais. Precisamos estar atentos ao máximo de estilos de jogos possíveis.

Enquanto se prepara com o estudo teórico, o catarinense segue em busca de mais estágios.

- Vou estagiando para buscar a licença que me falta. Acho que o treinador, quando é ex-atleta, leva certa vantagem por ter vivenciado muitas situações na carreira. Porém, considero isso o suficiente. Acho que o meu caminho está bem traçado para ser treinador.

Histórico como atleta

Eduardo Costa é natural de Florianópolis e nasceu no dia 23 de setembro. O volante foi revelado pelo Grêmio e, depois de um breve período entres os profissionais do time gaúcho, seguiu para o Bordeaux, da França. No clube francês, chegou a defender a seleção brasileira - ele foi convocado pelo técnico Luiz Felipe Scolari, em 2001. Naquele ano, atuou pela Seleção na Copa América e participou da eliminação para Honduras. Em 2002, ano de Copa do Mundo, o jogador voltou a ser chamado para a disputa das Eliminatórias. Porém, ficou fora da lista do Mundial na Coreia do Sul e Japão, conquistado pelo Brasil.

Em 2004, Eduardo Costa transferiu-se para o Olympique de Marseille e, uma temporada depois, atuou no Espanyol. Em 2007, retornou ao Brasil emprestado ao Grêmio por um ano. No ano seguinte, defendeu as cores do São Paulo e, em 2010, voltou para a França, ao Monaco. Em 2011 e 2012 voltou ao país em definitivo, para jogar pelo Vasco. Em 2013, acertou com o Avaí, clube do coração. No Leão, fez parte da campanha que recolocou a equipe na Série A do Brasileiro.

Em 2015, envolveu-se em algumas polêmicas, principalmente nos clássicos contra o maior rival do Avaí, o Figueirense. Acabou desferindo um soco no rosto do técnico Argel Fucks e foi punido com cinco partidas de suspensão.

Foto: Marcelo Sadio- Vasco.com.br Eduardo Costa
Eduardo Costa

Fonte: GloboEsporte.com

Mercado

Não Confirmado

Você aprova a saída de Rafael França?

Especulações Mercado