Expulsos contra o Santos, Maxi e Castán serão julgados na proxima 2ª (06)

02/05/2019 às 19h30 - CLUBE

Na próxima segunda, dia 6 de maio, o STJD do Futebol julgará as infrações ocorridas no segundo duelo entre Vasco e Santos, pela Copa do Brasil. Em pauta, o Vasco terá os atletas Leandro Castán e Maxi Lopez julgados por ofensa contra a arbitragem, enquanto o clube responderá por desordem e arremessos de objetos no campo. Expulso, Jorge Sampaoli, técnico do Santos, responderá por invasão de campo e ofender a arbitragem. O processo está na pauta da Primeira Comissão Disciplinar em sessão agendada para às 11h. 

Pela Quarta Fase da Copa do Brasil, Vasco e Santos se enfrentaram no último dia 24 de abril. Ao final da partida o árbitro Rafael Traci narrou às infrações ocorridas na partida. Após o apito final os atletas Leandro Castán e Maxi Lopez, do Vasco, foram expulsos após reclamação por um gol anulado já nos acréscimos. 

Leandro Castán teria dito: "Você é um ladrão, foi gol legal, seu filho da p*, você estragou o trabalho de um ano todo". 

O árbitro narrou também as palavras ditas por Maxi Lopez "Você é um ladrão, safado, filho da p*". 

Traci informou ainda que expulsou o técnico Jorge Sampaoli "por sair de sua área técnica constantemente, em todo momento gesticulando contra as decisões da arbitragem. Ressaltamos que o profissional em questão já havia sido advertido verbalmente pelo quarto árbitro e pelo árbitro quanto a sua postura e mesmo assim manteve a mesma conduta. Após a expulsão, foi em direção do quarto árbitro de forma agressiva, proferindo as seguintes palavras: ‘Su cara dura, hijo de p*'. O quarto árbitro informa que se sentiu ofendido com as palavras do profissional em questão", relatou o árbitro. 

Já no campo de observações eventuais foi informado o arremesso de objetos em três momentos distintos da partida: 

Aos 30 minutos do segundo tempo foi arremessado um copo dentro do campo, no momento em que a arbitragem tomou uma decisão em favor da equipe do Santos. Segundo a súmula, o objeto foi arremessado da arquibancada social do estádio. 

Aos 48 do segundo tempo foram arremessados copos onde estava localizada a torcida do Vasco em direção ao assistente número 1 no momento em que foi marcado impedimento e anulado um gol do Vasco. 

Após o fim do jogo, quando a arbitragem se dirigia ao vestiário, foram arremessados um copo de gelo e um copo plástico. 

O Vasco responderá ainda por uma confusão na arquibancada de São Januário. 

Artigos denunciados: 

Leandro Castán e Maxi Lopez: Os atletas foram enquadrados no artigo 243-F do CBJD por ofensa e correm risco de suspensão por até seis jogos e multa entre R$ 100 e R$ 100 mil, cada. 

Jorge Sampaoli: O técnico do Santos responderá por dupla infração: artigo 258-B por invasão de campo e 243-F por ofender a arbitragem. O primeiro artigo prevê suspensão de uma a três partidas, enquanto o segundo artigo até seis jogos de suspensão e multa de até R$ 100 mil. 

Vasco: Inserido no artigo 213, o clube responderá aos incisos I e III por não prevenir e reprimir desordem e arremesso de objeto. Pela desordem o clube pode ser multado de R$ 100 a R$ 100 mil. Já pelos arremessos, o clube será julgado por tripla infração e pode receber multa de até R$ 100 mil, por cada arremesso. 
 

Fonte: STJD