Futebol

Fernando Diniz comenta sobre ausência de Nenê diante do CSA

Nenê está suspenso, e não vai entrar em campo na partida entre Vasco e CSA, pelo Brasileirão Série B.

Desde que chegou ao elenco do Vasco, Nenê vem sendo um dos principais jogadores da equipe comandada por Fernando Diniz. Para se ter uma ideia, dos 11 gols marcados pelo time até aqui, o camisa 77 participou da jogada de 10 deles.

Dá para perceber a importância de se ter ele em campo, mas o Vasco vai precisar se virar sem seu astro na partida contra o CSA, que acontece nesta sexta-feira, 29, em São Januário, às 21h30 (horário de Brasília), pelo Brasileirão Série B.

Acontece que Nenê foi suspenso por receber seu terceiro cartão amarelo, e não vai jogar com os companheiros depois de uma sequência de oito partidas desde sua chegada. Está, inclusive, será a primeira vez que o treinador não vai contar com o veterano em campo.

De acordo com os números levantados pelo site "Globo Esporte", Nenê foi importante para o Vasco desde os primeiros momentos na equipe. Além de marcar e dar assistências, também foi responsável por mudar a cara do time, e dar fôlego na busca pelo acesso.

Nas partidas contra CRB, Cruzeiro, Brusque, Goiás, Confiança, Coritiba e Náutico, Nenê ou participou da jogada do gol, dando uma ou mais assistências, ou foi o nome do time marcando muitas vezes o único gol do jogo.

Depois do empate diante do Náutico, neste domingo, 24, Fernando Diniz falou sobre a importância do jogador para o time, e como será difícil encontrar seu substituto para o confronto da semana conta o CSA.

"O Nenê de fato tem sido o nosso grande protagonista, ele chegou de maneira especial, com intimidade com o nosso torcedor e com a instituição. Ele vem produzindo muito em todos os jogos. Tanto na questão de decidir os jogos, quanto na liderança e também na ajuda ao sistema defensivo. Eu já estou pensando, obviamente é muito precoce, mas temos algumas possibilidades. Durante a semana vou procurar escolher o substituto", contou Diniz na coletiva.

Nesse caso é simples pensar que o substituto natural seria Sarrafiore, meia de origem. Porém, o argentino operou o joelho e não joga mais nessa temporada. Dessa forma, a publicação separou os principais nomes para assumir essa posição.

O retorno de Andrey ao time deve ser a opção mais viável, até porque ele foi titular nos primeiros jogos com Fernando Diniz, e só perdeu a posição por conta de uma lesão na coxa, mas já entrou no segundo tempo diante do Náutico.

Caso ele seja o escolhido, Marquinhos Gabriel seria adiantado e teria mais liberdade para chegar em direção ao ataque. Ele não estava se saindo muito bem na posição, era constante alvo de críticas, mas pelo menos está acostumado com a função.

Além disso, a publicação destaca que como a partida será em São Januário, Diniz acabar mantendo a estrutura do meio de campo com Bruno Gomes e Marquinhos Gabriel e recuar um dos atacantes para fazer a função de meia.

Se isso for feito, abriria espaço para Léo Jabá ou Daniel Amorim, o que deixaria o time mais ofensivo. No entanto, Morato e Gabriel Pec já foram testados como meias nesta temporada na época de Marcelo Cabo, mas nenhum dos dois foi bem nessa função.

Por fim chegam as opções menos prováveis. Galarza foi titular durante o início da temporada, e poderia ajudar um dos volantes na marcação, enquanto é o que tem mais qualidade para ajudar Marquinhos Gabriel no setor de criação.

Porém, o jogador paraguaio corre muito por fora, além do fato de ainda não ter entrado em campo com Fernando Diniz no comando.

Outro que por suas características poderia ser escolhido é MT. Depois de se sair bem no início da Série B, ele voltou para base por questões disciplinares. Por lá, ele conseguiu recuperar seu espaço e vem sendo um dos destaques do Sub-20.

Fernando Diniz, inclusive, o chamou para um período de observação nos treinos, juntamente com Caio Eduardo. MT chegou a entrar no segundo tempo contra o Coritiba, mas não foi relacionado para a partida diante do Náutico.

Fonte: sportbuzz.uol.com.br

Cruz de Malta Blogs