Fernando Miguel: "O Vasco não pode depender de outros resultados"

19/11/2018 às 17h12 - FUTEBOL

A receita do Vasco para se livrar de vez do rebaixamento passa muito pelo lado psicológico. Essa é a opinião do goleiro Fernando Miguel, que vem sendo titular do time na ausência de Martin Silva. Para ele, o time precisa, nos três jogos finais, ter mais malandragem e saber sofrer para conseguir os resultados.

- Precisamos ter uma capacidade maior de decisão. Precisamos de um pouco mais de experiência e malandragem, como Castan falou após o jogo contra o Atlético-PR. É importante tudo: experiência, concentração e capacidade de sofrimento dentro do jogo.

Fernando Miguel admitiu que a temporada do Vasco esteve bem aquém da expectativa. Para ele, é importante entender os motivos para isso.

- Quando falo em capacidade de sofrer, remete justamente a isso. Muitas vezes estamos vivendo esse momento porque não estamos conseguindo desenvolver aquilo que buscamos na temporada. Tivemos trocas de treinadores, mudanças de mentalidade. É entender o momento que a gente está vivendo. Precisamos estar mais concentrados para reverter esse panorama.

O Vasco volta a campo na próxima quinta-feira, às 20h (de Brasília), em São Januário. O adversário será o São Paulo. O Cruz-Maltino é o 14º colocado do Campeonato Brasileiro, com 39 pontos.

Confira outros tópicos da coletiva de Fernando Miguel:

Concentração

- Capacidade de se concentrar nesse momento difícil. Brigar contra o rebaixamento envolve muito o lado emocional. Precisamos entrar em campo concentrado nas nossas ações. Nossa equipe tem capacidade. Temos condições de nos livrar.

Pressão

- Pressão ela não fica limitada só ao vir para o trabalho. Ela fica sobre a gente no dia a dia, quando a gente vai para casa, na família, quando estamos em qualquer situação. Ela é continua. A gente não consegue sair de uma partida e esquecer o que está acontecendo. A gente carrega essa pressão com a gente durante todos os momentos. Tem que ter capacidade muito grande de se concentrar naquilo que precisa. É um momento delicado.

Retorno de Maxi

- A gente espera que o Maxi volte. Pela experiência e pelo momento. O Maxi vive um momento muito bom. Não sei da condição dele, mas a gente espera que sim. Se não tiver, aquele que entrar a gente espera que consiga dar conta do recado. Vai ser um jogo decisivo para a gente.

Razões para os maus resultados

- Pelos nossos maus resultados, pela nossa falta de capacidade de conseguir o resultado. Temos que ter personalidade de assumir as nossas responsabilidades e reverter a situação. Nos momentos que não conseguimos ser superiores no tático e no técnico, a superação conseguiu sustentar o resultado. Acredito que houve influência da arbitragem, esses pontos contra o Corinthians e contra o Sport, que foi o mesmo árbitro. Teve envolvimento direto nas decisões da partida. Acredito que não estaríamos vivendo esse momento.

Foto: Globoesporte.com Fernando Miguel
Fernando Miguel

Fonte: GloboEsporte.com

Mercado

Não Confirmado

Você aprova a saída de Maxi López?

Especulações Mercado