Filosofia de Valentim já causou barrações dos principais atletas do Vasco

27/03/2019 às 08h11 - FUTEBOL

Maxi López e Yago Pikachu são dois dos principais jogadores do Vasco. A dupla, no entanto, não teve o início de temporada que se imaginava. E a oscilação custou caro. Os dois foram barrados por Rossi e Tiago Reis e ficaram no banco de reservas nos últimos jogos. O que parece ser uma decisão difícil de tomar em uma situação normal é algo bem difundido pelo técnico Alberto Valentim.

O treinador mostra desapego e manda o recado ao elenco. No Vasco ninguém jogará pelo nome, mas pelo que mostra nos treinamentos. A realidade é que isso não é novo e gerou até um clima ruim na última temporada.

Martín Silva era o titular do gol do Vasco, mas não manteve o nível das atuações e foi barrado por Fernando Miguel. O uruguaio não aceitou o banco e pediu para se transferir para o Libertad-PAR na virada do ano.

O caso mais emblemático, no entanto, é o de Maxi López. O argentino foi o grande destaque do time no último Campeonato Brasileiro e um dos principais responsáveis pela manutenção do Vasco na elite do futebol brasileiro. Em 2019, se apresentou novamente fora de forma e ganhou mais tempo na pré-temporada.

Quando finalmente entrou em campo, o centroavante nem de perto foi o mesmo que tanto ajudou o Vasco. Em nove jogos, ele marcou apenas duas vezes - ambos de pênalti. Valentim, então, aproveitou a brecha dada pelo argentino, que teve que viajar à Itália por problemas pessoais, para testar Tiago Reis.

O jovem atacante correspondeu e marcou um gol na vitória sobre o Resende no jogo em que Maxi López foi desfalque. O argentino voltou ao Rio de Janeiro e ficou à disposição do treinador para o duelo com o Bangu. Valentim decidiu apostar no bom momento de Tiago Reis e deixou o badalado jogador no banco de reservas.

"Nós fizemos uma grandíssima partida contra o Resende. O Tiago ajudou, foi importante. Por isso mantive a equipe", disse Valentim em coletiva de imprensa explicado a decisão de barrar Maxi López.

Situação parecida aconteceu com Pikachu. O lateral direito pode jogar também como volante ou na extrema direita, mas não vice bom momento. Valentim o prefere aberto no meio de campo, mais ofensivo. Porém, as últimas atuações de Rossi deixaram o companheiro sem espaço no time titular.

Vale ressaltar que essa não é a primeira vez que Pikachu é barrado por Valentim. No último Brasileiro, o jogador perdeu espaço no time titular contra o Vitória, em Salvador. De personalidade forte, o versátil atleta mostrou que não gostou de sair do time titular. Ele, no entanto, terá que mostrar em campo que merece nova oportunidade.

O Vasco encara o Bangu nesta quinta-feira, no Maracanã, pela semifinal da Taça Rio. O Cruzmaltino terá que vencer já que o adversário tem a vantagem do empate por ter feito melhor campanha no segundo turno. Quem passar pegará o vencedor de Flamengo e Fluminense.

Foto: Canal Vasco TV/ReproduçãoAlberto Valentim
Alberto Valentim

Fonte: UOL Esporte