Funcionários em São Januário aguardam pagamento de salários atrasados

10/06/2019 às 08h10 - FUTEBOL

Às voltas com problemas financeiros, o Vasco espera resolver nesta segunda-feira o recebimento de R$ 10 milhões de empréstimo, aprovados na última semana no Conselho Deliberativo. A ideia é definir a data de pagamento aos funcionários, utilizando a quantia a ser recebida para quitar parte dos atrasados.

Os funcionários têm três meses de salários atrasados e sofreram novo revés na sexta-feira: o clube costuma pagar um valor extra - que varia entre R$ 100 e R$ 300, dependendo do setor - a quem trabalha em jogos. Entretanto, a quantia foi penhorada e não foi possível pagar - a partida contra o Internacional foi a primeira vez que isso aconteceu.

A situação gerou insatisfação. Os funcionários da limpeza, por exemplo, foram embora e não realizaram o serviço. Os relatos são de que São Januário amanheceu no sábado ainda com muito lixo, pouco antes da final da Taça Guanabara sub-20 contra o Flamengo.

Alguns funcionários relatam que estão correndo risco de despejo por não conseguirem pagar os aluguéis. Recentemente, torcedores entregaram cestas básicas para tentar amenizar a situação.

Caso consiga aprovar o empréstimo dos R$ 30 milhões, a diretoria pretende quitar todas as dívidas com os funcionários - incluindo os atrasados referentes a 2017, de dezembro e 13º, ainda da gestão de Eurico Miranda.

Fonte: GloboEsporte.com