Futebol Feminino - Grupo critica transferência de jogo para Nova Iguaçu

29/03/2019 às 08h29 - FUTEBOL

Vascaínas contra o assédio

O FUTEBOL FEMININO DO VASCO TEM CASA!

Nós que amamos o Vasco e o futebol feminino somos obrigadas a nos esforçar muito para conseguir acompanhar nosso time. Na maioria das vezes não encontramos informações sobre os jogos nas redes oficiais do club, não encontramos muitas informações nos sites de esportes e quando conseguimos descobrir o local dos jogos são sempre em lugares fora das regiões centrais e em horários comerciais nos dias de semana.

Por isso que, depois de 2 anos sem participar do campeonato brasileiro, ficamos muito felizes em saber que o time feminino do Vasco iria estrear no Campeonato Brasileiro jogando em casa em um sábado a tarde, como deve ser. Entretanto, na madrugada do dia de hoje fomos surpreendidas com a notícia de que a estreia do Vasco contra o Aliança no Campeonato Brasileiro de 2019, não será mais na nossa casa.

Nós do Movimento Vascaínas Contra o Assédio sempre tivemos como grande reivindicação o fortalecimento do futebol feminino no Vasco porque acreditamos que lugar de mulher é também no futebol, seja na arquibancada ou dentro das quatro linhas; mas também porque conhecemos a história do Club Regatas Vasco da Gama no futebol feminino, que já chegou a ter na sua equipe em 2000 cinco jogadoras da seleção brasileira, dentre elas a Marta, maior jogadora de futebol do mundo. Somos as maiores campeãs cariocas com 9 títulos, porém desde a FERJ passou a organizar o Campeonato Carioca de Futebol Feminino em 2007, o Vasco só jogou em São Januário pelo campeonato carioca somente uma única vez. Isso significa que o Vasco foi campeão carioca 3 vezes (2010, 2012 e 2013) sem ter mandado nenhum jogo em casa.

É inadmissível que às vésperas da estreia do Vasco no Campeonato Brasileiro, faltando apenas dois dias para o jogo, que haja uma mudança de local sem nenhuma explicação e mais uma vez para um local de difícil acesso. Estaremos presentes para torcer e apoiar nosso time, mas queremos deixar claro nosso repúdio a tanto desrespeito ao time de futebol feminino do Vasco e suas torcedoras e torcedores.

São Januário é também a casa do futebol feminino do Vasco e não cansaremos de gritar isso até que voltemos a jogar na nossa casa.

#EstadioSemAssedio
#VascainasContraoAssedio
#VCAPresente

Fonte: Facebook Vascaínas contra o Assédio