Gerente de futebol do Vasco teria dito para Bruno Silva ficar fora de forma

12/06/2019 às 18h16 - CLUBE

No processo em que obteve a rescisão contratual com o Vasco, o volante Bruno Silva acusou o gerente de futebol do clube, André Souza, de assédio moral. Segundo o jogador, o dirigente tentou convencê-lo de aceitar uma transferência por empréstimo, alegando que o atleta treinaria afastado do elenco principal se continuasse no clube. A informação foi divulgada pelo jornal “Lance!”.

No processo, a defesa de Bruno Silva transcreveu trechos de um áudio que André teria enviado ao volante. Nele, explica a situação e dá a entender que o jogador teria dificuldade para receber salários atrasados no clube.

- Você tem todo o direito de ficar no Vasco até dezembro. Só que tu vai treinar no "contraturno", vai se "descondicionar" fisicamente, vai parar de ser visto pelo mercado, vai ficar sete, oito meses parado e quando for buscar algo no início do ano, vai ser outro processo na carreira – diz André em um trecho.

Bruno Silva cobra cerca de R$ 700 mil do Vasco. Ele alega três meses de salários atrasados, assim como falta de recolhimento do FGTS desde novembro de 2018 e indenização por dano moral e assédio moral.

O volante renovou contrato no fim de abril. Entretanto, logo após a extensão do vínculo até dezembro, perdeu espaço no clube. Com a chegada de Vanderlei Luxemburgo, saiu dos planos da comissão técnica e passou a treinar separado. Após a rescisão, acertou com o Guarani.

Leia a transcrição do áudio:

"Você tem todo o direito de ficar no Vasco até dezembro. Só que tu vai treinar no "contraturno", vai se "descondicionar" fisicamente, vai parar de ser visto pelo mercado, vai ficar sete, oito meses parado e quando for buscar algo no início do ano, vai ser outro processo na carreira...".

Aqui a gente tá com essa situação de salário atrasado - não vai se resolver, você sabe disso, não vai se resolver da noite para o dia isso, vai persistir, você tem família, tem filho, tem uma galera por trás de você ..."

Vai ser uma situação que vai se estender, teu contrato vai terminar, tu não vai ter recebido, óbvio que tu vai ter que buscar na justiça para receber isso, porque teu contrato terminou, o clube não te paga, vai ter que entrar na justiça para receber. É claro isso! Entendeu? Aí, que que vai acontecer? Tu vai perder os honorários advocatícios, vai ter perdido sete, oito meses aqui, treinando a parte, entendeu? Eu não sei se financeiramente compensa essa depreciação que vai ser para você..."

Desses 7 meses de salário, o Vasco vai te pagar três, quatro salários, vão ficar três pra trás, vai ficar 13º pra trás, entendeu? E depois tu vai ter que buscar na justiça para buscar esse valor. É natural isso!"

Fonte: GloboEsporte.com