Guarin passa por exames, mas não preocupa o clube

06/03/2020 às 08h08 - FUTEBOL

Abel Braga chegou a dizer, na entrevista coletiva após o 1 a 0 contra o ABC, que Guarín tinha quebrado um dedo. Porém, a situação do colombiano será melhor entendida nesta sexta-feira, quando ele passará por exame de imagem. Por ora, a suspeita do departamento médico do Vasco é de fratura na falange (parte superior) do quinto dedo (o popular mindinho) da mão direita. Nada que preocupe a ponto de impedir o atleta de jogar.

Titular pela primeira vez desde o retorno, Guarín foi substituído aos 25 minutos do segundo tempo da vitória que rendeu classificação para a terceira fase da Copa do Brasil - enquanto esteve em campo, teve boa atuação. Além do cansaço, fruto de ainda não estar na melhor forma, sentiu o problema na mão direita.

- Ele teve um trauma não mão e ficou com uma deformidade no dedo. Essa deformidade foi corrigida e imobilizada. Vamos fazer exame para identificar melhor o que ocorreu - disse o diretor médico do Vasco, Marcos Teixeira.

Caso a fratura não se confirme, o diagnóstico pode apontar luxação. O certo é que o caso não o afastará do time. Abel, ao projetar o confronto com o Volta Redonda, domingo, pela Taça Rio, revelou ainda que o jogador sentiu desgaste físico.

- Pelo problema do dedo, não (há risco de ficar fora). O adutor (da coxa direita) ele sentiu pesado. Vamos ver. Vai depender apenas dele, mas acredito que não haverá problema - comentou o técnico.

Castan completou 400 jogos na carreira, foi homenageado pelo Vasco e lembrará da partida também pelo fato de ter sofrido um corte cabeça. Ao final da partida, precisou ser saturado para conter o sangramento. Igualmente não preocupa.

O Vasco se reapresenta na tarde desta sexta-feira. A partida diante do Voltaço será às 16h no Raulino de Oliveira.

Fonte: GloboEsporte.com