Há 13 anos, Romário marcava o milésimo gol

20/05/2020 às 08h01 - FUTEBOL

Recordar é viver, e, diante da devastadora pandemia, o vascaíno tem procurado sorrir com seu passado repleto de glórias. A cada semana, um jogo marcante de tempos áureos é reprisado. Nesta quarta-feira, um gol histórico completa 13 anos. A época não era mais abundante em triunfos, porém aquela tarde de domingo teve sabor de título para os quase 20 mil vascaínos que foram a São Januário e assistiram à vitória do Vasco por 3 a 1 sobre o Sport, pelo Campeonato Brasileiro.

Homem que mais fez gols no futebol depois de Pelé, Romário vivia uma "seca" enquanto buscava o tão esperado milésimo. Um pouco por azar, mas também por tanto querer marcá-lo no Maracanã.

Mesmo aos 41 anos, seguia com o faro de gols em dia. Marcou o 999º em 25 de março, em goleada por 3 a 0 sobre o Flamengo. Quase fez o gol 1000 no mesmo clássico, mas parou em defesaça com o pé direito de Bruno, goleiro adversário.

Depois disso, foram quase dois meses até alcançar a glória, período em que o Vasco jogou seis vezes. Para que o gol saísse no Rio de Janeiro, especialmente no Maracanã, o Baixinho abriu mão de enfrentar Americano, Cabofriense e América-RN fora de casa.

Enfrentou duas vezes o Botafogo e o Gama, todos no Maracanã. Por pouco não marcou contra o rival, principalmente em um empate por 4 a 4, na semifinal da Taça Rio. Se fosse um pouquinho mais alto, ele marcava de cabeça (veja no GIF acima). Contra os brasilienses, porém, ele não teve boa atuação, e o Vasco deu vexame histórico com eliminação e derrota por 2 a 1.

Em 2007, Romário marca o milésimo gol no jogo Vasco 3 x 1 Sport pelo Campeonato Brasileiro

Estava mesmo guardado para São Januário, e a angústia acabou em 20 de maio de 2007. Como Pelé, Romário fez de pênalti, aos dois minutos do segundo tempo, e o Vasco venceu o Sport-PE por 3 a 1.

Em entrevista à TV Globo 13 anos depois, Romário não tira o sorriso do rosto ao lembrar. Leia depoimento do Baixinho (assista em vídeo no topo da matéria) e veja outras listas após as palavras do eterno 11:

"Um gol que com certeza ficou marcado na minha história, na história do futebol brasileiro e por que não na história do futebol mundial?Fazer 1000 gols é uma satisfação para quem chegou lá, no caso eu e Pelé. Fico muito feliz e honrado por poder estar aqui para contar essa história".

O gol 1000 acabou saindo depois de alguns jogos no Maracanã e São Januário. Não me lembro exatamente quantos foram, mais ou menos uns três ou quatro. E ao final acabei fazendo o gol 1000 em São Januário, contra o Sport, de pênalti.

Com certeza é um gol que não tem como esquecer, pelo menos para mim e para aqueles que sempre torceram por mim, meus familiares e amigos. Acredito que seja um das maiores conquistas que tive ao longo da minha vida profissional e pessoal. Enfim, é um gol que, para mim, faz parte de tudo".

Confira arte com os 1000 gols de Romário (divididos pelos times que defendeu):

Primeiro gol como profissional:

18/08/1985 - Nova Venécia-ES 0x6 Vasco (fez dois)

Veja gols do amistoso entre AA Nova Venécia e Vasco, em 1985

Último gol como profissional

09/06/2007 - Vasco 4x0 Grêmio (fez dois)

Em 2007, Vasco goleia Grêmio por 4 a 0 pelo Campeonato Brasileiro

Ano em que mais marcou: 2000 (73 gols)

Adversários que mais foram vazados por Romário no futebol profissional:

Botafogo: 31 gols
Olaria: 24
Palmeiras: 22
Madureira: 21
America: 21
Fluminense: 21
Volta Redonda: 20
Corinthians: 19
Americano: 18
Flamengo: 17

Fonte: GloboEsporte.com