Henrique celebra marca de 100 jogos pelo Vasco

10/06/2018 às 11h03 - FUTEBOL

Cruzmaltino desde a barriga da mãe, Henrique chegou ao Vasco da Gama em 2005, aos 11 anos de idade, com o objetivo de trilhar uma carreira de sucesso no clube do coração. Por ter sido destaque de sua geração em todas as categorias que passou, o lateral-esquerdo foi promovido aos profissionais na temporada de 2013 e no último sábado (09/06), diante do Sport Recife, foi homenageado em São Januário.

O camisa 16 recebeu das mãos do presidente Alexandre Campello uma camisa comemorativa pelos 100 jogos completados no Gigante da Colina. O feito foi atingido na partida contra o Cruzeiro, realizada na quarta-feira (06) no Mineirão, porém a entrega só foi feita em São Januário porque o talentoso jogador tem uma relação muito foi forte com o estádio. Foi nele que Henrique concluiu os estudos e passou a maior parte de sua infância.

- Uma honra completar uma marca tão importante com essa camisa. Eu estudei no Colégio Vasco da Gama e conheço muito bem o clube. Quando estou aqui, me sinto completamente em casa. O Vasco me alimentou, me deu estudo, me deu abrigo. É uma responsabilidade enorme defender esse clube, mas uma alegria grande para mim e minha família, pois somos todos vascaínos. Essa camisa vai ser guardada com carinho. Será mais um quadro que vou colocar na minha casa. Fazer 100 jogos num clube da grandeza do Vasco, com a importância do Vasco, é algo que poucos conseguem. Estou muito feliz - afirmou o prata da casa.

A noite feliz se tornou ainda mais especial em virtude do resultado obtido diante do Sport Recife na 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com boa atuação de Henrique, o Vasco da Gama bateu os pernambucanos por 3 a 2, chegou aos 15 pontos e se aproximou das primeiras colocações do torneio nacional. A vitória, de acordo com o lateral-esquerdo, foi importante para elevar a moral do grupo.

- Sabíamos que era fundamental vencer dentro de casa para levantar a moral da nossa equipe e fortalecer o nosso trabalho. Foi sofrido, como em outras vezes nesse ano, mas o importante foi a boa atuação e a conquista dos três pontos. Eu trabalhei com o Jorginho da outra vez e posso dizer que ele gosta muito de conversar com o time. Tivemos algumas reuniões na concentração e ele passou o que queria de nós. Mudou pouca coisa, não mexeu na estrutura do time, apenas deu alguns toques para corrigir algumas coisas que não gostou no jogo contra o Cruzeiro. Agora ele terá tempo de trabalhar e colocar em prática sua forma de jogo, que é muito boa e muitos de nós já conhecemos - declarou Henrique.

Fonte: Site oficial do Vasco

Enquete

Quem você gostaria que fosse o novo técnico do Vasco?

Deixe seu comentario