Hoje adversário, Éder Luis torce pela permanência do Vasco

01/12/2018 às 09h46 - FUTEBOL

Um personagem importante da história do Vasco estará do outro lado no jogo deste domingo (02), no Castelão. O atacante Éder Luis, autor do gol do último grande título Cruzmaltino, defende o Ceará e pode contribuir para um novo rebaixamento do ex-clube. Em entrevista exclusiva ao Esporte 24 Horas, Éder Luis não esconde o orgulho de ter marcado seu nome na história do clube.

“O Vasco é um clube que eu agradeço muito. Mas eu tenho certeza também que o torcedor agradece por eu ter marcado o meu nome na história. O Vasco vinha de muitos anos sem ganhar um titulo importante e conseguimos vencer. Eu fico muito feliz porque foi um clube que me abriu as portas e eu pude contribuir”.

Éder Luis deixou o Vasco no ano passado após uma temporada em que não foi muito utilizado. O jogador se despediu do clube na vitória sobre a Ponte Preta, em São Januário, que classificou o Vasco para a Libertadores.

Na saída de campo, em entrevista para a Rede Mais Esportes, o atacante revelou que chegou a treinar de lateral-direito, com o técnico Milton Mendes, não recebendo o respeito que merecia. Atualmente o jogador afirmou que não sente qualquer tipo de mágoa e revelou grande torcida para que o Vasco volte aos tempos de glórias.

“Não tenho mágoa, acho que são pessoas pontuais. O Vasco está acima de tudo isso. Eu sempre fui fiel, sempre dei o meu melhor. Eu saí de cabeça tranquila, só fico triste. Acompanhar uma equipe dessas vivendo mais um momento de rebaixamento é triste. Torcemos para que o Vasco não brigue na parte de baixo, e sim na parte de cima.”

Relação com Alexandre Campello

No Vasco, Éder Luis teve contato com Alexandre Campello, quando o presidente era médico do clube. O jogador afirmou que sempre teve uma boa relação e deseja sorte ao dirigente.

“Eu sempre tive uma relação boa com o Campello. Hoje exerce outro cargo e só posso falar de quando eu tinha contato com ele. Era uma pessoa dedicada e que gosta muito do Vasco. Resolveu voltar de outra forma para o clube. Espero que tudo melhore. Acredito que independentemente de quem entrar vai precisar de paz e dedicação. Mas vai ser difícil. A questão política do Vasco é algo muito complicado. Não entendem que essas questões só atrapalham. Eu espero que tudo melhore porque o Vasco não merece isso”.

Éder Luis jogou no Vasco de 2010 até 2013. Foi emprestado ao Al Nasr, dos Emirados Árabes até o fim de 2014. Retornou ao Cruzmaltino em 2015, permanecendo até 2017. Como é de costume, Éder Luis revelou que o Vasco ainda deve a ele.

“Entre eu e o Vasco ainda tem algumas coisas pendentes, mas tudo vai se resolver no futuro”.

Coração dividido

O Vasco foi o time que Éder Luis mais defendeu na carreira, com mais de 200 jogos. No entanto, outro clube também ocupa o coração do atacante. Trata-se Atlético-MG, time no qual surgiu para o futebol. Apesar disso, a balança pesa a favor do Cruzmaltino.

“Sem dúvidas o Vasco foi o clube que mais me marcou, mas eu também tenho um carinho muito grande pelo Atlético-MG. Foi o clube que eu comecei. Tive momentos muito bons, ganhei títulos. Por ser início de carreira, o clube me ajudou a amadurecer. Até hoje quando vou lá tenho o carinho do torcedor. Tem muitos que pedem para eu voltar. Logo são dois clubes que eu tenho um carinho especial e vou levar esse carinho para sempre, até depois que eu me aposentar. Lógico que minha identificação maior é com o Vasco, pelo tempo que eu joguei e o titulo que eu ganhei”.

Mérito total do Lisca

O Ceará vai enfrentar o Vasco livre de qualquer possibilidade de rebaixamento. Na avaliação de Éder Luis, o total responsável pela permanência é o técnico Lisca, com quem é só elogios.

“O Lisca é uma pessoa que eu não conhecia. Só tinha ouvido falar que ele é doido. Mas é um treinador que tem muito conteúdo. Conseguiu dar um padrão de jogo que a equipe precisava. O treinamento dele é muito bom. Eu acredito, que se o Ceara está nesse nível hoje, 90% é por causa dele. O Lisca soube ajustar muito bem a equipe, deixou todos em condição de jogar. Pode ter certeza que quem ele escolhe para iniciar a partida, vai manter o padrão do time. Esse é o diferencial dele”.

Na opinião de Éder Luis, a vitória sobre o Flamengo no Maracanã, foi determinante para o Ceará permanecer na primeira divisão.

“Foi um jogo chave, até porque não vínhamos de uma seqüência muito boa. Íamos pegar um clube grande, dentro do seu estádio, o que não é nada fácil. O principal acho que foi a postura do Ceará, que o Flamengo não esperava. No final conseguimos aquele gol. Acho que foi sim um momento que nos deu força e muita moral. Uma vitoria dessas, na qual se suporta um adversário como o Flamengo, te dá um crédito muito grande pra encarar qualquer equipe”.

Elogios ao Arthur

Maior destaque do Ceará no Campeonato Brasileiro, o atacante Arthur foi contratado pelo Palmeiras. O clube anunciou ontem de forma oficial o reforço. Éder Luis acompanhou de perto o crescimento do companheiro. Para o experiente atacante, o jovem centroavante tem potencial para estar na Seleção Brasileira.

“É um menino ainda, mas já demonstrou que tem muita qualidade para estar em uma equipe grande. O Palmeiras foi muito inteligente, logo de cara já contratou o garoto. Eu sempre falei com o ele para ter ambição, porque é um atacante que tem condição de estar na Seleção Brasileira. É um centroavante que está escasso, tem muito a acrescentar no Palmeiras. Eu acredito que ele vai chegar no Palmeiras para brigar por títulos”.

Companheiros de Vasco na Seleção Brasileira

Daquele timaço do Vasco que conquistou a Copa do Brasil de 2011, quase todos os jogadores vestiram a camisa da Seleção Brasileira. Fagner por exemplo disputou a última Copa do Mundo. Atualmente Dedé vem sendo chamado constantemente pelo técnico Tite. Éder Luis destacou o momento do ex-companheiro, revelando que a superação após as graves lesões no joelho, não foi surpresa para ele.

“Para mim não é surpresa nenhuma essa superação depois de um longo período de lesão. É um atleta que tem muito esforço, é muito dedicado. O Dedé é uma pessoa fantástica. É muito merecedor de vestir a camisa da seleção brasileira. Todo atleta almeja isso”.

Além de Dedé, Allan também esteve na última convocação do Brasil. Éder Luis afirmou que o volante é muito merecedor por estar se destacando já por muito tempo.

“O Allan estava fazendo por merecer. Está a um longo tempo fora do país, na mesma equipe, mantendo uma regularidade muito grande, sendo cogitado para jogar pela Itália. Acho que é justo dar essa oportunidade para ele, ainda mais pelo Brasil. Com certeza ele está muito mais feliz em jogar no país onde nasceu. Desejo sorte para eles e que os dois cumpram todas as metas pela seleção”.

Foto: Marcelo Sadio- Vasco.com.br Eder Luis
Eder Luis

Fonte: Esporte24Horas

Mercado

Não Confirmado

Você aprova a saída de Leandro Castan?

Especulações Mercado