Homenagem ao Flamengo na camisa gera questionamentos internos no Vasco

14/02/2019 às 07h30 - CLUBE

A sempre movimentada política do Vasco ganhou mais um ingrediente na quarta-feira. A homenagem feita pelo Vasco às vítimas do incêndio no Ninho do Urubu, com a inclusão de uma bandeira do Flamengo na camisa para o jogo contra o Resende, gerou questionamentos internos no clube.

Grupos políticos que apoiam Campello mostraram desagrado com a ideia, que partiu do departamento de marketing do clube. Beneméritos também fizeram questão de explicitar o descontentamento com a atitude.

- Quem fez não conhece Vasco – resumiu uma pessoa influente nos bastidores do clube.
 

Entre a oposição, as críticas também foram grandes. Presidente do Conselho Deliberativo do clube, Roberto Monteiro usou as redes sociais para chamar de demagogia a atitude referendada por Alexandre Campello.

- Alexandre Campello, na tentativa desesperada de atrair holofotes, conspurcou o que temos de mais sagrado: nossa camisa. Demagogia barata, que atenta contra as tradições vascaínas, fere o estatuto do clube e ajuda o grande responsável pela tragédia a assumir o papel de vítima – disse Monteiro.

Em um grupo de WhatsApp que inclui membros de diversas correntes políticas do Vasco, a reação também foi negativa. A maior crítica foi em relação à inclusão da bandeira do Flamengo na camisa.

- Essa bandeirinha do Flamengo dobrou as chances de impeachment do Campello – escreveu um integrante do grupo.

Nas redes sociais, porém, a reação entre torcedores foi positiva. Muitos exaltaram a demonstração de grandeza do Vasco ao homenagear o maior rival na camisa. O clube, porém, deixou claro que o tributo não foi apenas ao Flamengo, mas também às vítimas das enchentes no Rio de Janeiro, ocorridas na última semana.

Foto: Globoesporte.comCamisa
Camisa

Fonte: Globoesporte.com