'Identidade Vasco' lança nota sobre a retomada do futebol no RJ

24/06/2020 às 17h47 - CLUBE

Novamente a administração do CRVG se presta, de maneira servil, aos interesses do nosso principal rival ao cumprir seu triste papel de acompanhante do presidente do Flamengo em reunião festiva na presidência da república servindo-se da justificativa pelo interesse no retorno do futebol, ignorando o cenário dramático da pandemia no Rio de Janeiro, que ainda não dá sinais de refluxo.

Não bastasse a indefensável retomada dos jogos, uma absoluta falta de empatia e de responsabilidade cívica, vimos o presidente da Diretoria Administrativa do nosso Clube cumprir o papel ridículo de validar uma Medida Provisória elaborada sob medida dos interesses comerciais do Flamengo.

A administração submissa e sem rumo do Vasco aceita expor seus profissionais, desonra a história do Vasco, nesse momento em que a COVID afeta principalmente a população de renda mais baixa, e se inferioriza no futebol, oferecendo cobertura a uma decisão, que acentua as desigualdades de faturamento e prejudica as disputas esportivas no país.

O debate contido na Medida Provisória precisa ser realizado de maneira cuidadosa e responsável, fora do cenário da pandemia e envolvendo o conjunto dos clubes brasileiros. Este tipo de aliança, interesseira e perversa, não faz parte da cultura vascaína, não se coaduna com nossa trajetória e compromisso com o futuro. Principalmente, quando tal ação pode ir contra contratos já assumidos, o que nos geraria ainda mais descrédito junto à parceiros.

O presidente da diretoria administrativa desonra e apequena a história do nosso Clube, cabe a cada vascaíno repudiá-lo.

Fonte: Facebook Identidade Vasco