Imprensa argentina brinca com gol de Pikachu na Libertadores

01/02/2018 às 13h28 - FUTEBOL

O costume de jogadores brasileiros utilizarem apelidos causa muita estranheza fora do país. Francisco Bozán, técnico do Universidad de Concepción, time goleado por 4 a 0 pelo Vasco na última quarta-feira (31 de janeiro), já havia comentado em entrevista à rádio chilena Cooperativa a dificuldade que tinha com as alcunhas dos jogadores.

"Estudar os times brasileiros é mais difícil do que estudar os outros, porque os nomes são mudados constantemente, alguns estão por apelidos, Nenê se chama de outra forma, há outro que chamam de Pikachu, e se não é Pikachu, é de outra forma. Além disso, eles mudam de camisa em todas as partidas", afirmou na ocasião o jovem treinador de 31 anos.

Nenê pode até ter saído rumo ao São Paulo, mas Yago Pikachu permaneceu na equipe e deu conta do recado quando foi exigido na partida contra o time chileno. O lateral direito, bastante participativo durante o confronto, ajudando na defesa e apoiando no ataque, teve a oportunidade de marcar o seu gol e a aproveitou. Aos 33 minutos do segundo tempo, o jogador anotou o terceiro tento do Cruzmaltino em sua estreia na Conmebol Libertadores.

O portal argentino TyC Sports repercutiu: “Pikachu fez um gol na Libertadores”. O veículo fazia referência ao personagem Pikachu, da animação japonesa Pokemón, que deu origem ao apelido de Glaybson Yago Souza Lisboa. Os argentinos ainda finalizaram o artigo alertando: “Lembre-se, ele não usou os poderes elétricos do personagem animado Pokémon”.

Fonte: Fox Sports

Enquete

Quem você gostaria que fosse o novo técnico do Vasco?

Deixe seu comentario