Jorginho tem 11 jogadores revelados no Vasco a sua disposição no Equador

24/07/2018 às 15h33 - FUTEBOL

O sucesso de Philippe Coutinho com a camisa da Seleção Brasileira no Mundial da Rússia não foi surpresa para ninguém em São Januário. A "Fábrica de Craques" do Vasco da Gama sempre presenteou os amantes do futebol com jogadores de qualidade. Os três maiores artilheiros da história do Brasileirão, por exemplo, foram revelados na Colina Histórica. Aos poucos, com muita dedicação e trabalho, o Cruzmaltino tem recuperado sua raiz formadora.

A lista de relacionados para a partida de estreia da Conmebol Sul-Americana é a maior prova disso. O treinador Jorginho convocou 22 jogadores para o duelo contra a LDU (QUI), sendo 11 deles oriundos das divisões de base do Gigante da Colina. A delegação conta ainda com o coordenador técnico Paulo César Gusmão e o auxiliar Valdir Bigode, ex-atletas que também iniciaram a trajetória de sucesso no futebol com a camisa cruzmaltina.

- Eu me sinto muito feliz. O que estamos fazendo nada mais é que o processo de integração entre as categorias. Estamos buscando aproximar não só os jogadores, mas também toda a parte de gestão e as comissões técnicas. Estamos olhando com atenção para o desempenho e o desenvolvimento de todos os atletas para fazer o que sempre foi comum na base do Vasco: o abastecimento do profissional. Nosso objetivo é formar jogadores aptos e com o DNA do clube - declarou PC Gusmão, acrescentando na sequência.

- É um trabalho que vai se desenvolver e dar resultados mais para frente, mas esse número já mostra que estamos no caminho certo. É muito importante contar com atletas da base. Hoje estão aqui à disposição meninos como o Luan e o Marrony, que estiveram em campo na última partida do sub-20 no Brasileiro, contra o Sport. O fundamental é a identificação e o conhecimento que esses garotos possuem de Vasco. Eles sabem o que o clube espera deles e valorizam vestir essa camisa - concluiu o coordenador técnico.

A identificação e a vontade de fazer história no Almirante são características presentes no perfil dos jovens lapidados em São Januário. Quando cita esses fatores, o coordenador técnico não fala da boca para fora. Na última segunda-feira (23), algumas horas antes do embarque cruzmaltino para o Equador, o volante Andrey, que está no Vasco desde os cinco anos, abriu o coração ao falar sobre sua atual fase.


- Estou bastante feliz e focado em ajudar o Vasco. Sempre disse que o meu desejo é estar no Vasco, ficar no Vasco, fazer história no clube. Quero ganhar títulos, até porque o Vasco é o time do meu coração e tenho um amor muito grande por esse clube desde pequeno. Sei que propostas irão surgir se eu continuar jogando em alto nível, mas meu objetivo é construir  uma bela história aqui dentro - afirmou Andrey.


Jovem promessa Marrony faz primeira viagem para o exterior


Se disputar e integrar a delegação cruzmaltina durante a disputa de um torneio internacional não é novidade para pratas da casa como Henrique, Ricardo, Andrey e Evander, para outros, três em especial, a partida contra a LDU será uma experiência inédita. Lucas Santos, Marrony e Luan foram relacionados pela primeira vez para uma partida do profissional fora do país. 


- Em primeiro lugar gostaria de agradecer a Deus por esse momento que estou vivendo. Recebi a notícia que iria viajar meio em cima da hora, fui pego de surpresa, mas estou preparado. No futebol, assim como na vida, temos que estar preparado para tudo, até porque a oportunidade não avisa quando vai aparecer. Muitos queriam estar no meu lugar, então vou trabalhar firme para permanecer - disse o lateral-esquerdo Luan, que pode fazer sua estreia entre os profissionais em solo equatoriano.

Foto: Carlos Gregório Jr / Vasco Marrony, Lucas Santos e Luan
Marrony, Lucas Santos e Luan

Fonte: Site oficial do Vasco

Mercado

Confirmado

Você aprova a saída de Lenon?

Especulações Mercado