Jornal dos Sports relembra o incrível gol de Roberto Dinamite contra o Botaf

21/01/2006 às 10h59 - FUTEBOL

Domingo, 9 de maio de 1976. O Vasco tinha como camisa 10 o atacante Roberto Dinamite, sempre uma expectativa de gol. O adversário pela Taça Guanabara era o então franco-atirador Botafogo, que levou para o intervalo a vantagem de 1 a 0. No entanto, na etapa final, o ídolo vascaíno empatou aos 17 minutos e garantiu a vitória, de virada, no último minuto.

E o gol foi antológico, um dos mais belos da história do Maracanã: após o cruzamento de Zanata, Roberto Dinamite dominou a bola no peito, aplicou um lençol em Osmar e fuzilou no ângulo do goleiro Wendel: 2 a 1.

No fim do jogo, Roberto Dinamite era só alegria: \"Tenho que agradecer o esforço de Zanata na jogada. Quando dei o lençol em Osmar e escolhi o canto para marcar o gol da vitória, me senti muito tranqüilo. Depois, ouvindo a torcida gritar o meu nome, fiquei muito emocionado. Quase chorei.\"

A torcida do Vasco deixou o estádio provocando os alvinegros com ao coro \"Um, dois, três, o Botafogo é freguês\".

Vasco: 2 - Mazaropi, Gaúcho, Abel, Renê e Marco Antônio; Zé Mário e Zanata; Fumanchu, Dé, Roberto Dinamite e Luís Carlos. Técnico: Paulo Emílio.

Botafogo: 1 - Wendel, Miranda, Nilson, Osmar e Marinho; Luisinho e Ademir; Mazinho (Rogério), Mendonça, Manfrini (Antônio Carlos) e Mário Sérgio. Técnico: Telê Santana.

Local: Maracanã
Público: 39.232 pagantes
Árbitro: Armando Marques
Gols: Ademir, aos 43 minutos do primeiro tempo. Roberto, aos 17 e 45 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Renê e Dé

Fonte: Jornal dos Sports