Jornalista analisa chegada de Maxi López ao Vasco

19/07/2018 às 08h06 - FUTEBOL

A presentado na noite da última terça-feira (17), o atacante Maxi López vestirá a camisa 11 cruzmaltina, que foi eternizada pelo craque Romário. O Seleção SporTV comentou a mística da numeração e o quanto da maturidade do argentino ajudará o time de Jorginho.

– Acho que camisa neste momento não faz mais diferença, ainda mais o futebol. Você vê jogador sendo apresentado com o número 98, 134... – brincou o repórter André Hernan.

– Acho que a estátua (como a do Romário) faz ser difícil para o Maxi López buscar. Ele vai ter de nascer de novo, não vai ter chances de fazer nada parecido na carreira. Não tem como – divertiu-se André Andreoli.

Brincadeiras à parte, Hernan analisou a chegada do atacante de 34 anos e a rodagem dele por clubes da Europa:

– Ele teve um começo muito promissor no River, depois foi para o Barcelona, era um grande nome no futebol argentino, na seleção e depois rodou no Milan, Sampdoria e, na Itália, jogou em praticamente em todos os grandes times. Agora, esse retorno. A idade é uma questão que a gente sempre pondera, mas o Maxi López é um cara que se cuida. Você vê pela imagem que ele está bem fisicamente, aparentemente bem. É um cara que, com a experiência, de argentino que já é rodado, faz a bola correr. Não corre mais errado. É um cara experiente que vai acrescentar muito ao Vasco neste momento.

Foto: Globoesporte.comMaxi López
Maxi López

Fonte: SPORTV

Enquete

Quem você gostaria que fosse o novo técnico do Vasco?

Deixe seu comentario