Futebol

Jornalista sobre Fernando Diniz: 'Ele terá de se virar nos 30'

Há pouco tempo para implementar o estilo de jogo, é necessário uma sequencia de vitórias e o relacionamento com os jogadores precisa dar certo. Foi assim que três comentaristas da Globo analisaram a chegada de Fernando Diniz ao Vasco e os desafios do novo técnico para garantir o acesso à Série A.

Após ser anunciado como substituto do demissionário Lisca, Diniz chegará ao Rio no sábado, dará o primeiro treino no domingo e estreará diante do CRB, quinta-feira, no Rei Pelé. Serão quatro dias até o primeiro compromisso.

- (O Vasco) fez uma escolha com alta dose de risco. Isso não tem a ver com a capacidade do novo técnico. Acho que Diniz é capaz de fazer times atraentes, vistosos e que saibam ganhar jogos. Ele carrega rótulo injusto em certo aspecto. Ele é capaz de fazer times bons. E times bons tendem a ganhar mais do que perder. Agora, a questão é o perfil. Nenhum treinador do mundo consegue entregar resultado antes de um processo de construção e implementação de ideias - destacou Carlos Eduardo Mansur.

O estilo de Diniz, que preza pela construção ofensiva iniciando pelo goleiro e zagueiros, necessita de elenco qualificado, na visão de Ledio Carmona. Para ele, o Vasco não oferece as melhores peças e será necessário adaptações:

- Ele terá de impor as ideias de jogo em um caldeirão fervendo, precisando se classificar e com elenco debilitado. Ele terá de se virar nos 30, buscar soluções imediatas. O Vasco precisa de uma série de vitórias, de cindo ou seis, para poder sonhar com alguma coisa. Ele talvez vá ter de adaptar o plano de jogo, que todo mundo conhece e requer tempo. É um baita desafio. Estimulado por isso, talvez tenha assumido a empreitada.

Atual nono colocado, o Vasco está seis pontos atrás do G-4. Para mudar este cenário, o trabalho precisa de resultados imediatos. E isto só ocorrerá se houver boa relação. No São Paulo, Diniz teve encurtado o trabalho a partir da crise criada por ter chamado Tchê Tchê de "ingrato", "perninha" e "mascaradinho". O alto teor de cobrança do treinador gerou problemas no Santos (veja abaixo lance com Lucas Braga) e também no Fluminense.

- A semana passada foi muito pesada para ele com o depoimento do Tchê Tchê e com as observações que foram feitas no Santos sobre falar alto e grosso demais com Lucas Braga e Vinicius Balieiro, que aparentemente não gostaram do relacionamento. Então ele tem um pouco a resolver com ele mesmo - finalizou PVC.

A opinião de PVC

É possível subir sim desde que tenha uma arrancada. Ao Vasco está faltando a arrancada que o Botafogo conseguiu com o Enderson. Se tiver uma arrancada de cinco vitórias seguidas, o time começa a acreditar. E ele vai precisar provavelmente de 10 vitórias nos 15 jogos que tem a fazer. Possível é porque o pelotão de cima da Série B perde ponto.

Outro desafio que o Diniz tem é com ele mesmo porque a semana passada foi muito pesada para ele com o depoimento do Tchê Tchê e com as observações que foram feitas no Santos sobre falar alto e grosso demais com Lucas Braga e Vinicius Balieiro, que aparentemente não gostaram do relacionamento. Então ele tem um pouco a resolver com ele mesmo.

A opinião de Carlos Eduardo Mansur

O Vasco não escolheu trocar de treinador. O clube se viu nessa situação com o pedido de saída do Lisca. E, sob pressão, fez uma escolha com alta dose de risco. Isso não tem a ver com a capacidade do novo técnico. Acho que Diniz é capaz de fazer times atraentes, vistosos e que saibam ganhar jogos. Ele carrega rótulo injusto em certo aspecto. Ele é capaz de fazer times bons. E times bons tendem a ganhar mais do que perder. Agora, a questão é o perfil. Nenhum treinador do mundo consegue entregar resultado antes de um processo de construção e implementação de ideias. Mas o Diniz, em especial, tem um modelo especialmente autoral. Com métodos de trabalho e modelo de jogo bem peculiares. E, em geral, a essência dos trabalhos anteriores, ele não foi aquele bombeiro que entrega resultados imediatos para aliviar o ambiente.

O começo sempre teve oscilação, que é natural pela carga de inovação do trabalho dele. E o Vasco vive uma urgência. Talvez um outro nome mais convencional, que representasse uma ruptura menor, fosse mais indicado nesse momento. A gente não sabe quais as resistências que o Vasco encontrou no mercado, o Vasco é um clube com capacidade limitada de investimento. Tudo isso tem de ser colocado na balança. O resultado prático é uma escolha com uma dose de risco que me parece bem alta. O Vasco tem muito pouco tempo se quiser chegar à Série A.

A opinião de Ledio Carmona

Se for pensar nos times que o Diniz trabalhou, temos o CAP, o Fluminense, o São Paulo e o Santos. O atual Vasco, talvez, seja o time com elenco mais fraco que ele pega. Então, o maior desafio, além da dificuldade de ficar entre os quatro primeiros, é conseguir impor o estilo de jogo dele. Aquela saída de trás, com toques curtos, com zagueiros participando da jogada.. O desafio é impor isso com um elenco com tanta deficiência e tão pouca confiança. No São Paulo, mesmo enfraquecido, havia um elenco mais qualificado. Apesar da dificuldade, contratou o Luciano. A base respondia melhor do que a base do Vasco. Ele fez um bom trabalho no São Paulo. No Santos, com elenco mais fraco, não conseguiu. E o elenco do Santos é melhor, mas mais próximo do que é o do Vasco.

Ele terá de impor as ideias de jogo em um caldeirão fervendo, precisando se classificar e com elenco debilitado. Ele terá de se virar nos 30, buscar soluções imediatas. Não tem como pedir tempo. O Vasco precisa de uma série de vitórias, de cindo ou seis, para poder sonhar com alguma coisa. Se ficar nessa de trocar pontos, ganha uma e perde outra, não vai chegar. Ele talvez vá ter de adaptar o plano de jogo, que todo mundo conhece e requer tempo. É um baita desafio. Estimulado por isso, talvez tenha assumido a empreitada.

Fonte: ge
Loading...
  • Domingo, 19/09/2021 às 16h00
    Vasco Vasco 1
    Cruzeiro Cruzeiro 1
    Campeonato Brasileiro - Série B São Januário
  • Sexta-feira, 24/09/2021 às 21h30
    Vasco Vasco
    Brusque Brusque
    Campeonato Brasileiro - Série B Augusto Bauer
  • Segunda-feira, 27/09/2021 às 20h00
    Vasco Vasco
    Goiás Goiás
    Campeonato Brasileiro - Série B São Januário
  • Sexta-feira, 01/10/2021 às 21h30
    Vasco Vasco
    Confiança Confiança
    Campeonato Brasileiro - Série B Arena Batistão
  • Sábado, 09/10/2021 às 16h30
    Vasco Vasco
    Sampaio Corrêa Sampaio Corrêa
    Campeonato Brasileiro - Série B Castelão-MA
  • A definir
    Vasco Vasco
    Coritiba Coritiba
    Campeonato Brasileiro - Série B A definir
  • A definir
    Vasco Vasco
    Náutico Náutico
    Campeonato Brasileiro - Série B A definir