Especulações e Saídas clique aqui

Judô: Vasco fica em 3º no Troféu Itinerante

29/11/2019 às 08h34 - OUTROS ESPORTES

O Troféu Itinerante, que contabiliza os resultados dos Circuitos Estadual e Rio de Janeiro da FJERJ, tem um novo campeão em 2019: o Clube de Regatas do Flamengo. Após dois anos com títulos do rival Instituto Reação, o Flamengo teve um ano daqueles nas seis etapas do circuito: conquistou 237 medalhas de ouros.

Na realidade, o resultado do Flamengo vai além disso. Com as medalhas douradas e mais as 155 de prata e 169 de bronze, o clube chegou à marca de 561 pódios durante o ano com um total de 482 inscritos.

O título coroa o trabalho recente de reestruturação da modalidade realizado pelo Flamengo, que teve início com a impactante contratação da campeã olímpica Sarah Menezes em 2018 e, já nos últimos meses, teve a chegada do experiente Floriano Almeida para ser o coordenador técnico da equipe de judô. Além de contar, é claro, com a treinadora da seleção brasileira feminina, Rosicleia Campos, como o rosto e a alma da equipe técnica.

Além dos resultados com atletas sênior, o Flamengo conta ainda com fortes nomes que representaram o Judô Rio nos Campeonatos Brasileiros de todas as categorias de base. No Sub-13, tem João Pedro Agueres; no Sub-15, conta com Maria Clara Avelino e Adriana Batista; no Sub-18, Juliana Freire e Cauan Mendes; no Sub-21, Eliza Ramos e Gabriel Alves. A base, como dizem, vem forte.

Mesmo com 657 inscritos, o Reação ficou com a segunda colocação. A recém-formada parceria entre Umbra e Vasco da Gama, a UMBVAS, emplacou um terceiro lugar.

O top-10 entre os clubes ainda contou com Judô Pinheiro, Time Leão, Equipe Leonardo Lima de Judô, Judô Fragoso, Fluminense, Instituto Santa Cruz de Esportes e Associação Nagai. Todos estes clubes conquistaram mais de 100 medalhas.

“A vitória do Flamengo no Troféu Itinerante de 2019 mostra como o Rio de Janeiro cada vez mais vai recuperando a gama de clubes competitivos que já teve em outros momentos de sua história. Quando olhamos para o ranking final e vemos tantas agremiações com mais de uma centena de medalhas, é possível ter uma noção da competitividade do judô do Rio de Janeiro. O Time Judô Rio está bem servido de atletas e de equipes”, argumentou o presidente da FJERJ, Jucinei Costa.

Os Circuitos Estadual e Rio de Janeiro chegaram ao final no último fim de semana, com o Torneio de Encerramento.

Fonte: FJERJ