Juíza nega pedido para utilização do HD como prova na ação da eleição

25/06/2018 às 19h44 - CLUBE

A juíza Maria Cecília Pinto Gonçalves, da 52ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, negou nesta segunda-feira o pedido para utilização do HD na ação do processo da urna 7 da eleição do Vasco (anulada em caráter liminar). A alegação é de que a justiça não liberou a perícia na área civil, apenas criminal. O HD foi periciado pelo Juizado Especial do Torcedor.

Está aprovada, no entanto, a possibilidade de utilização de provas orais, documentais e contábeis no processo. A juíza também não aceitou o fim da ação sem que seja julgada, como era o desejo do Vasco. Outras partes foram contra, como Julio Brant, Eurico Miranda e Fernando Horta).

Fonte: GloboEsporte.com

Enquete

Você é favorável ao retorno de Antônio Lopes no cargo de dirigente?

Deixe seu comentario