Kelvin faz autocrítica, mas comemora momento positivo

09/05/2018 às 11h03 - FUTEBOL

Ficar 11 meses sem exercer sua profissão, de fato, é uma tarefa difícil para todos, inclusive para um jogador com uma grave lesão. Kelvin, do Vasco, passou por isso: rompeu ligamentos do joelho esquerdo em junho de 2017 e só voltou a atuar no último dia 2, diante do Cruzeiro. A felicidade pelo retorno, claro, já era grande, mas agora a confiança também está em dia.

Depois da volta contra a Raposa, Kelvin também atuou contra o América-MG, em São Januário, e, aí sim, conseguiu mostrar aquilo que a torcida cruz-maltina estava acostumada a ver: dribles, velicidade, ousadia e gol. Apenas duas partidas após a recuperação, o atacante garante que não tem medo de se lesionar de novo e que pode ser titular do Vasco sem problemas, mas ainda quer melhorar.

- Medo não sinto, não. A confiança eu já vou recuperando, ainda mais com gol, assistência. Acho que isso ajuda a recuperar a confiança. Fico feliz por isso, mas sei que ainda preciso melhorar muito - disse o jogador ao GloboEsporte.com.

Logo depois da "reestreia", Kelvin disse que estaria pronto para jogar "60 minutos", já que havia participado de jogos-treinos com os companheiros. Mas também se colocou à disposição de Zé Ricardo para jogar contra o Bahia, às 21h45 desta quarta, na Fonte Nova, pela Copa do Brasil.

- Sim, falei que estava sem ritmo. Continuo ainda, não estou no mesmo nível dos meus companheiros que estão jogando desde o início do ano, mas já estou bem mais preparado do que no último jogo. Quem decide quem vai jogar o tempo todo é o treinador. Eu estou à disposição dele. Creio que ele vai saber o momento de me colocar. Se tiver de ser como titular, ele vai saber o momento certo - completou.

Fonte: GloboEsporte.com

Enquete

Quem você gostaria que fosse o novo técnico do Vasco?

Deixe seu comentario