Local do patrocínio com o banco BMG pode ser alterado em 2020

27/03/2019 às 09h49 - FUTEBOL

Vasco e BMG firmaram um patrocínio máster, mas que pode mudar de lugar na camisa a partir do ano que vem, sem comprometer o acordo entre as duas partes. Apostando que a partir de 2020 o futebol brasileiro vai passar por uma valorização, clube e banco chegaram a um acordo em que se o Vasco receber uma proposta melhor para a posição principal da camisa, a parte da BMG seria realocada no uniforme.

Essa foi uma das razões de a negociação ter se arrastado desde o fim do ano passado. E justamente por acreditar nessa retomada de patamares nos patrocínios do passado, Vasco e BMG chegaram a um entendimento de que poderiam romper o acordo depois do fim de 2020, caso avaliem que a parceria não rendeu o esperado. O tempo coincide com o fim do mandato de Alexandre Campello.

O valor do patrocínio gira em torno de R$ 6 milhões. Porém, o Vasco recebeu um adiantamento de R$ 8 mi, sendo seis no valor deste ano e dois referentes ao ano que vem, conforme antecipou o jornalista Rodrigo Capelo. O contrato é similar ao que o BMG assinou com Atlético-MG e Corinthians, no qual a remuneração é variável, condicionada a determinados produtos financeiros que serão colocados no mercado em parcerias entre clubes e banco, o que demandará participação efetiva dos torcedores.

Em 2020, existe a expectativa de que o Vasco receba R$ 15 milhões como remuneração pelo contrato. Isso dependerá diretamente do desempenho comercial da parceria. Se a performance estiver abaixo do esperado, existe a possibilidade de qualquer uma das partes optar pela rescisão antecipada.

Foto: Reprodução/TwitterBMG
BMG

Fonte: GloboEsporte.com