Imprensa

Lucas Pedrosa analisa derrota do Vasco para o River Plate

Não foi como o esperado. E o esperado também não era a vitória. Entendo que estamos falando de um time que construiu um legado nos últimos 10 anos dentro do futebol sul-americano, mesmo não estando na melhor fase, e outro que tem jogadores que não treinaram nem uma semana juntos.

O Vasco é um time com 50, 60% do elenco formado, com um novo treinador, várias novas peças e algumas que também não vão dar mais do que já vimos. 3 a 0 é feio? Demais. Não precisava ser assim. Mas ficou claro que existem várias deficiências e pontos a se corrigir.

O Nenê não tem mais condição de jogar 90 minutos e o Vasco não pode ser formado em torno dele. Quem me acompanha aqui sabe o quanto eu defendo tudo o que ele fez para o clube. Foi importantíssimo. Mas em 2023 a realidade é outra. E a idade é imbatível. Fica nítido.

Gostei do Pumita, acho que tem muito a evoluir e se tornar peça importante em qualquer esquema. O Figueiredo ainda está se adaptando, mas prefiro ele na ponta. Perto do gol. Vasco tem que contratar na posição. E urgentemente. Piton precisa de ajuda. Caso contrário, vai sofrer.

A dupla de zaga hoje foi bem vulnerável. Sem combate. Não consegui ver gana. Outra posição que precisa ser reforçada urgentemente. O Jair é titular com o pé nas costas, assim como o Orellano. Ivan no gol vai dar outra cara, apesar do Alexander não ter tido culpa em nada.

O Pedro Raul, mesmo sem ritmo, é um jogador que vai dar outra dinâmica ao Vasco. Solidário, inteligente e sabe fazer gol. Mas precisa de ajuda. Não vai definir nada sozinho. Elenco precisa de pontas efetivos urgentemente, principalmente do lado esquerdo. Deficiente.

Ainda há muita coisa a ser modificada nesse elenco. Vários dos que estão na Flórida, pra mim, não têm vaga no elenco 2023. E é fato: mesmo sendo o primeiro jogo, e sabendo que isso vai acontecer, o Vasco precisa contratar, pelo menos, mais 5 ou 6 jogadores até o início do BR.

O resumo é que é preciso saber separar os momentos de cada equipe e o que se viu em campo. Tudo isso que foi dito precisa ser racionalizado com um ponto crucial: FOI O PRIMEIRO JOGO DE UM TIME QUE ESTÁ LONGE DE ESTAR FORMADO E POUCO SE CONHECE. Não me desespero em nada.

Não existe êxito sem processo. E o Vasco escolheu enfrentar uma equipe formada e superior em todos os aspectos. Essa é minha reflexão sobre a partida. Espero que tenham gostado da transmissão na #CazeTV. E podem deixar seus feedbacks. Sempre buscando melhorar. Boa noite  

Fonte: Twitter do jornalista Lucas Pedrosa‏
  • Sábado, 24/02/2024 às 17h30
    Vasco Vasco 2
    Volta Redonda Volta Redonda 1
    Campeonato Carioca Kleber Andrade
  • Terça-feira, 27/02/2024 às 21h30
    Vasco Vasco
    Marcílio Dias Marcílio Dias
    Copa do Brasil Dr. Hercílio Luz
  • Domingo, 03/03/2024 às 18h10
    Vasco Vasco
    Portuguesa Portuguesa
    Campeonato Carioca São Januário