Luxemburgo assume Vasco nesta segunda e promete corrigir erros

12/05/2019 às 19h58 - CLUBE

O técnico Vanderlei Luxemburgo esteve no Pacaembu na tarde deste domingo e acompanhou a derrota do Vasco para o Santos por 3 a 0, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Na saída do estádio, cercado por jornalistas, o treinador, que inicia os trabalhos nesta segunda-feira, disse que antes de fazer qualquer juízo de valor sobre a equipe, vai conversar de forma franca  com os jogadores.

Ele informou que se reunirá com os membros da comissão técnica para conhecer melhor o elenco. Para Vanderlei, essas informações serão fundamentais para o planejamento do trabalho da semana. E disse que vai relatar aos atletas as observações que fez na partida disputada no Pacaembu.

“Aconteceram poucas coisas boas, mas aconteceram muitas coisas que não poderia acontecer, e vou conversar com eles internamente”, disse Luxemburgo.

Para Marcos Valadares, técnico interino que se despediu da função, o Vasco foi prejudicado pela ausência de jogadores importantes como o goleiro Fernando Miguel e os zagueiros Leandro Castán e Werley, todos lesionados.

“Tivemos algumas baixas, que são jogadores importantes. Neste momento, não só questão técnica, mas de referência, como Castan, Werley e Fernando Miguel, poderiam dar moral, isso faz falta. Esses jogadores poderiam ter ajudado neste momento”, lamentou.
 

Embora tivesse uma semana cheia para trabalhar antes do jogo com o Santos, Valadares lamentou o pouco tempo disponível para preparação da equipe. O treinador disse que considera o VAR uma medida positiva, mas ressaltou que a anulação de um gol influi no comportamento de uma equipe que sofre um baque emocional sempre que isso acontece.

“O VAR veio para deixar o resultado mais justo, mas temos de ter uma leitura de alguns comportamentos que acontecem, porque o VAR mexe com o ânimo. Quando vem a anulação do gol, dá um baque emocional na equipe”, revelou.

Sidão admite erro

O goleiro Sidão, entrevistado pela Rede Globo, reconheceu ter falhado no primeiro gol do Santos em lance que ele considerou decisivo para o resultado da partida. Sidão disse que até a falha no gol, o jogo estava equilibrado e o Vasco cumpria as determinações do treinador para segurar o ímpeto do adversário, mas o erro mudou a sorte do jogo.

“Acho que até o primeiro gol no meu erro individual o time estava bem e estávamos fazendo o que treinamos, de sair com posse de bola e quebrar a linha de pressão do Santos”, explicou o goleiro. “Eu errei. Nós sofremos o gol e a partir daí o time sentiu um pouco e veio esse resultado ruim para nós”, confessou.

Escolhido por votação da internet como o melhor jogador da partida, Sidão ficou visivelmente constrangido ao receber o troféu da repórter e preferiu se retirar sem fazer qualquer comentário.

Fonte: Gazeta Esportiva