Luxemburgo dobra o aproveitamento na comparação com início de Valentim

30/07/2019 às 13h30 - FUTEBOL

A troca de treinadores é um tema de debate recorrente no futebol brasileiro, devido à frequência considerável em que a prática se faz presente. A rotatividade não garante a superação das eventuais deficiências da equipe, mas sempre traz à tona o questionamento acerca da necessidade de renovação do trabalho que vem sendo executado. Desde o início da atual temporada, 55% dos clubes da Série A já trocaram de comando. São eles:

Lista em ordem alfabética dos clubes da Série A que trocaram de treinador em 2019
1. Atlético-MG: Levir Culpi -> Rodrigo Marques de Santana
2. Avaí: Geninho -> Alberto Valentim
3. Bahia: Enderson Moreira -> Roger Machado
4. Botafogo: Zé Ricardo -> Eduardo Barroca
5. Ceará: Lisca -> Enderson Moreira
6. CSA: Marcelo Cabo -> Argel Fucks
7. Chapecoense: Claudinei Oliveira -> Ney Franco
8. Flamengo: Abel Braga -> Jorge Jesus
9. Goiás: Maurício Barbieri -> Claudinei Oliveira
10. São Paulo: André Jardine -> Cuca
11. Vasco: Alberto Valentim -> Vanderlei Luxemburgo

O Vasco da Gama foi um deles. O clube carioca, que tinha Alberto Valentim no comando desde o final de agosto de 2018 optou pela demissão do técnico em abril deste ano, após 41 jogos, sendo 18 vitórias, 11 empates e 12 derrotas.
Valentim chegou ao Vasco na 22ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2018, com a missão de livrar o clube do quarto rebaixamento em dez anos.

Embora concluída (o Vasco terminou o Brasileiro na 16ª posição, a primeira fora da zona de rebaixamento), a meta alcançada não foi suficiente para sustentar o trabalho, que não agradava a maior parte dos torcedores. A maior crítica era acerca da criação das jogadas. Apesar das vitórias, o meio de campo não se mostrava organizado e existia grande dificuldade na ligação entre os setores do time em campo.

Ao assumir o comando, nas primeiras oito partidas, Valentim conquistou apenas seis de 24 pontos disputados (25% de aproveitamento).

1º jogo: Athlético PR 1×0 Vasco – Arena da Baixada – jogo adiado pela 15ª rodada
2º jogo: Vasco 0x3 Santos – Maracanã – 22ª rodada
3º jogo: América – MG 2×1 Vasco – Independência 23ª rodada
4º jogo: Vitória 1×0 Vasco – Barradão – 24ª rodada
5º jogo: Vasco 1×1 Flamengo – Mané Garrincha – 25ª rodada
6º jogo: Vasco 2×1 Bahia – São Januário – 26ª rodada
7º jogo: Santos 1×1 Vasco – Pacaembu – jogo adiado pela 3ª rodada
8º jogo: Paraná 1×1 Vasco – Durival Britto – 27ª rodada

Depois de cotar nomes como Dorival Júnior e Jorge Jesus, foi Vanderlei Luxemburgo o escolhido da diretoria para assumir a frente do cruz-maltino. Embora não tenha participado da montagem do elenco, o veterano tem se saído bem com as peças que tem disponíveis. A principal estratégia está na defesa; o time marca intensamente a saída de bola do adversário e a partir daí encontra as oportunidades necessárias no ataque; principalmente na bola parada. Dos nove gols feitos até aqui, sete foram de lances com bola parada.

Em suas primeiras oito partidas, Luxemburgo conquistou 12 dos 24 pontos disputados (50% de aproveitamento) e o time se mostrou competitivo diante de equipes superiores, como Grêmio e Palmeiras.

1º jogo: Vasco 1×1 Avaí – São Januário – 5ª rodada
2º jogo: Fortaleza 1×1 Vasco – 6ª rodada
3º jogo: Botafogo 1×0 Vasco – Nilton Santos – 7ª rodada
4º jogo: Vasco 2×1 Internacional – São Januário – 8ª rodada
5º jogo: Vasco 1×0 Ceará – São Januário – 9ª rodada
6º jogo: Grêmio 2×1 Vasco – Arena do Grêmio – 10ª rodada
7º jogo: Vasco 2×1 Fluminense – São Januário – 11ª rodada
8º jogo: Palmeiras 1×1 Vasco – Allianz Parque – 12ª rodada

PELOS PODERES DE ‘LUXA’

Após o empate em 1 a 1 com o Palmeiras neste sábado (27), a Vasco TV publicou um vídeo que viralizou entre os torcedores vascaínos. O vídeo em questão retrata os bastidores da partida e o trecho que encantou os cruz-maltinos foi o atual treinador exaltando a história do clube ao lembrar da ‘Virada Histórica’, se referindo ao título da Copa Mercosul de 2000, em que o Vasco venceu o Palmeiras de virada, por 4 a 3, no antigo Palestra Itália. Veja abaixo:

Nesta segunda-feira (29), durante uma participação no programa ‘Bem Amigos’, do Sportv, o zagueiro e capitão Leandro Castán falou sobre Valentim e fez elogios à Luxemburgo ao ser questionado sobre o que está achando de trabalhar com o pentacampeão do Campeonato Brasileiro.

“Eu acho que ele mudou muita coisa no Vasco, principalmente pelo nome dele. O Vasco é muito complicado nos bastidores, essas coisas que todo mundo sabe. Quando o Luxemburgo chegou, ele colocou um escudo na frente de todo mundo e falou: “Agora vocês vão jogar futebol. O resto, fora de campo, eu vou resolver.”. Eu não sei se o Alberto conseguia isso, acho que talvez não é o momento dele de fazer isso. O Alberto é um grande treinador, já falei várias vezes, pra mim ele vai se tornar um grande treinador. Quando ele chegou a gente se deu muito bem, ele faz a linha de quatro italiana, mas acho que depois chegou um momento que não tava mais resolvendo. A gente esteve bem, começou invicto a Taça Guanabara. Acho que o problema do Alberto talvez tenha sido mais fora de campo do que dentro. Com a chegada do Luxemburgo, ele blindou o grupo todo, trouxe todo mundo para ele. Aqueles que não estavam felizes voltaram a ficar felizes, aqueles que estavam sem confiança, trouxe a confiança. Tá sempre pregando que o Vasco é grande, o que ficou um pouco apagado nos últimos tempos, então acho que o mérito de a gente ter dez pontos nos últimos cinco jogos é dele. Ele chegou muito bem.”

Fonte: Futebolzinho