Especulações e Saídas clique aqui

Luxemburgo tem missão de ampliar armas ofensivas do Vasco

22/07/2019 às 08h19 - FUTEBOL

No comando do Vasco desde maio, o técnico Vanderlei Luxemburgo ainda tenta imprimir o seu estilo à frente da equipe cruz-maltina, que ainda busca uma identidade neste começo de trabalho.

Até aqui, o comandante obteve três vitórias, dois empates e uma derrota. Chama a atenção a maneira como os oito gols nesta "Era Luxemburgo" foram marcados, já que todos nasceram de bolas alçadas na área ou em cobranças de pênaltis ou faltas.

Com este repertório ofensivo ainda não muito extenso, o treinador tem a missão de aumentar este cardápio e fazer com que os jogadores do setor de ataque tenham mais efetividade. De todas as bolas na rede, nenhum atacante marcou uma vez sequer.

Apesar deste dado, Luxemburgo tem visto evolução de sua equipe, algo ressaltado por ele após a vitória por 2 a 1 contra o Fluminense, que saiu na frente do placar. Para ele, os vascaínos estão em curva ascendente.

"Tivemos um primeiro tempo superior ao Fluminense, mas eles acharam o gol numa saída de bola nossa. Mantive a equipe, corrigi algumas coisas, adiantamos a marcação e fomos fazendo as mudanças que trabalhei durante a semana", afirmou.

Em busca de uma aliança cada vez maior com a arquibancada, Luxemburgo cobriu a torcida vascaína de elogios. Ele disse que o ambiente criado em São Januário foi determinante e fez uma comparação curiosa.

"É fundamental, é a nossa casa. Se você abrir a geladeira na minha casa sem permissão, eu te dou uma tapa. Aqui merece um trabalho para fazer uma arena. Cabe. Passa a ser um caldeirão".

Em situação um pouco mais cômoda na tabela de classificação do Brasileiro, o Vasco tem a semana livre para corrigir seus erros até o jogo de sábado contra o Palmeiras, às 17h, no Allianz.

Fonte: UOL Esporte