Clube

Mais trechos da entrevista coletiva de Emílio Faro

O Vasco empatou pela segunda vez no Carioca - depois do 0 a 0 com o Madureira, desta vez empate com gols contra o Audax: 1 a 1 no estádio Luso Brasileiro, nesta noite de quinta-feira. O Audax saiu na frente com Raphael Lopes. Galarza empatou ainda na primeira etapa.

O resultado deixou os vascaínos na sétima posição. O que gerou focos de vaias na saída do jogo na torcida do Vasco. Apesar disso, o técnico Emilio Faro, que substitui Maurício Barbieri - ele segue com o elenco principal nos EUA -, valorizou o empenho do jovem time.

- Acho que a torcida entendeu, de primeiro momento, o que estamos passando. Esse comportamento (vaias) é natural, a expectativa é muito grande. Isso (resultado) define o humor da torcida. O joga bem e joga mal. Mas essa insatisfação não pode afetar a nós, profissionais. Temos que tirar uma lição do que aconteceu na partida. A gente vai procurar evoluir para a próxima partida - comentou Emilio Faro.

Se o resultado não foi bom, a partida serviu para estreias na equipe. Uma delas de Robson Bambu, o zagueiro contratado este ano. Outras duas de meninos, GB e Rayan, que jogaram o fim da segunda etapa. Inclusive, Rayan superou Andrey Santos, hoje jogador do Chelsea e da seleção sub-20. Ele é o atleta mais jovem a entrar em campo pelo Vasco no século XXI.

Emilio Faro gostou da entrada dos jovens atletas e também comentou a primeira impressão com Robson, que veio contratado por empréstimo.

- Estou satisfeito, principalmente no convívio com o GB e o Rayan. A gente vê que são atletas muito jovens, mas com muita maturidade. Eles vão dar muitos frutos no profissional. A dinâmica de jogo mostra que estamos evoluindo ainda na parte física e no conjunto. O Robson não dava nem indícios de que ia aguentar os 90 minutos, mas ficou. Foi uma estreia boa para um atleta que quase não treinou. Classifico um bom produto final. Agora é unir o grupo e aguardar o retorno do pessoal nos Estados Unidos - disse o membro da comissão técnica do Vasco.

Faro não quis antecipar o processo e nem projetar vaga de titular dos garotos.

- Vamos analisar. O comandante está nos Estados Unidos. Ele vai trazer uma ideia e vai nos comunicar como vai ser o processo.

Veja mais da coletiva de Emilio Faro

Avaliação de dois jogos

- Foi feito o que tínhamos combinado. Fizemos tudo o que programamos antes da viagem. Era um grupo sem entrosamento, um grupo para dar oportunidades. Garotos para apoiar nessa situação e dar suporte. O nosso trabalho foi feito dentro dessas condições. Tenho certeza de que dei o meu melhor e de que eles deram o melhor deles. Por alguns detalhes, não conseguimos uma vitória. No jogo contra o Madureira foi assim. Hoje foi um jogo mais igual, uma equipe no "bloco baixo". Um jogo assim é mais difícil de furar. Corremos risco na transição.

Mudança de data do clássico com Botafogo

- Quanto mais jogos com confrontos com equipes da Série A, mais criamos uma casca. Com esses embates, nós amadurecemos e temos um olhar melhor sobre a equipe. Quando estamos sem o time titular, perdemos a oportunidade de jogar contra um adversário do Campeonato Brasileiro.

Jogadores que não viajaram, como ficam?

- Não posso falar sobre isso. Não sei ainda. A partir da chegada do Mauricio, vamos fazer uma reunião e decidir essas vertentes. Isso vai partir do Mauricio. Estávamos interagindo o tempo todo. Sem o jogo do Botafogo, criamos um espaço maior para decidir essas questões.

- É difícil. O auxiliar da casa passa por uma série de nuances. Tenho que fazer o meu relatório e entregar para ele. Com o olhar dele de treinador, ele chegará a uma conclusão. A classificação o Mauricio vai passar para vocês.

Paulo Victor

- Ele fez uma bela partida nesses dois jogos. Se resguardou mais no segundo tempo, por conta do desgaste, mas foi bem proveitoso.

Chance para definição de elenco

- O tema desses jogos era oportunidade, e eles tiveram. Agora serão classificados tendo em vista o que temos no elenco. Quem vai decidir é o Mauricio.

Jogos sábado e domingo

No Carioca, o Vasco estaciona na sétima posição, somando dois pontos. O Audax ocupa o quarto lugar, com quatro. Na próxima rodada, o Vasco enfrenta o Volta Redonda, no domingo (22), às 16h.

Antes, porém, com seu elenco principal, o Vasco volta a campo neste sábado, às 21h30, para a segunda partida nos EUA. Depois de perder para o River Plate por 3 a 0, a segunda partida na terra do Tio Sam é contra o Inter Miami.

Agenda do Vasco

Com o clássico da terceira rodada entre Vasco e Botafogo adiado para fevereiro - pensando em evitar um confronto entre times alternativos - a próxima partida da equipe pelo Campeonato Carioca será na próxima quinta-feira (26) contra a Portuguesa. O jogo, válido pela quarta rodada da competição, será no Estádio Luso-Brasileiro, às 20h30.

Antes disso, o time titular enfrenta um amistoso internacional com o Inter Miami. O jogo acontece no sábado (21), às 21h, no Lockhart Stadium, na Flórida, Estados Unidos.

Fonte: ge
  • Segunda-feira, 30/01/2023 às 20h00
    Vasco Vasco 1
    Volta Redonda Volta Redonda 2
    Taça Guanabara Kleber Andrade
  • Quinta-feira, 02/02/2023 às 19h00
    Vasco Vasco
    Resende Resende
    Taça Guanabara São Januário
  • Terça-feira, 07/02/2023 às 21h10
    Vasco Vasco
    Nova Iguaçu Nova Iguaçu
    Taça Guanabara Mané Garrincha
  • Domingo, 12/02/2023 às 18h00
    Vasco Vasco
    Fluminense Fluminense
    Taça Guanabara Maracanã
  • Quinta-feira, 16/02/2023 às 20h30
    Vasco Vasco
    Botafogo Botafogo
    Taça Guanabara Maracanã
  • (25/02 - Sáb) ou (26/02 - Dom)
    Vasco Vasco
    Boavista Boavista
    Taça Guanabara São Januário
  • Domingo, 05/03/2023 - Horário a definir
    Vasco Vasco
    Flamengo Flamengo
    Taça Guanabara Maracanã