'Mais Vasco' publica nota oficial, sobre lista de sócios

05/09/2020 às 20h25 - POLÍTICA

Nota Oficial

A decisão da Junta Deliberativa publicada ontem, 4/9/2020, decretou a ruptura institucional no Club de Regatas Vasco da Gama. Por manobra sem precedentes em nossa centenária história, foram publicadas listas de eleitores e elegíveis que, sem qualquer amparo no estatuto, cassaram os direitos de votar e ser votado de milhares de sócios do verdadeiro Clube do Povo. Pelos nossos levantamentos preliminares, mais de 2500 sócios foram retirados de forma unilateral da lista de votantes.

Ficou mais claro do que nunca que alguns personagens da política vascaína têm como único objetivo se servir do Vasco para seus próprios interesses, ao tentar calar grande parte dos sócios que clamam por mudanças e por mais democracia.

O Presidente da Assembleia Geral, Sr. Mussa, único presidente de Poder eleito diretamente pelos Vascaínos, se recusou a compactuar com tamanho descalabro. Afinal, a decisão da Junta excluiu da assembleia geral ordinária (AGO) sócios que, ainda na semana passada, estavam aptos a votar na assembleia geral extraordinária (AGE) que aprovou as eleições diretas.

Esse ataque aos direitos mais básicos dos sócios ao manipular o processo eleitoral não passará impune. Conclamamos a todos os vascaínos a se insurgirem contra a arbitrariedade da decisão da Junta Deliberativa.

Se você foi injustamente excluído da lista de eleitores ou de elegíveis, acesse o link abaixo para obter orientação sobre como contestar judicialmente sua exclusão, para que você possa exercer seus direitos nas próximas eleições. Estamos ao seu lado nessa guerra. E juntos venceremos pelo bem do nosso clube.

Os sócios do Vasco exigem respeito!

https://maisvasco.com.br/ajuda-aos-socios-fora-da-lista/
(Link clicável na bio)

💢#QuantoMaisVascoMelhor

View this post on Instagram

Nota Oficial A decisão da Junta Deliberativa publicada ontem, 4/9/2020, decretou a ruptura institucional no Club de Regatas Vasco da Gama. Por manobra sem precedentes em nossa centenária história, foram publicadas listas de eleitores e elegíveis que, sem qualquer amparo no estatuto, cassaram os direitos de votar e ser votado de milhares de sócios do verdadeiro Clube do Povo. Pelos nossos levantamentos preliminares, mais de 2500 sócios foram retirados de forma unilateral da lista de votantes. Ficou mais claro do que nunca que alguns personagens da política vascaína têm como único objetivo se servir do Vasco para seus próprios interesses, ao tentar calar grande parte dos sócios que clamam por mudanças e por mais democracia. O Presidente da Assembleia Geral, Sr. Mussa, único presidente de Poder eleito diretamente pelos Vascaínos, se recusou a compactuar com tamanho descalabro. Afinal, a decisão da Junta excluiu da assembleia geral ordinária (AGO) sócios que, ainda na semana passada, estavam aptos a votar na assembleia geral extraordinária (AGE) que aprovou as eleições diretas. Esse ataque aos direitos mais básicos dos sócios ao manipular o processo eleitoral não passará impune. Conclamamos a todos os vascaínos a se insurgirem contra a arbitrariedade da decisão da Junta Deliberativa. Se você foi injustamente excluído da lista de eleitores ou de elegíveis, acesse o link abaixo para obter orientação sobre como contestar judicialmente sua exclusão, para que você possa exercer seus direitos nas próximas eleições. Estamos ao seu lado nessa guerra. E juntos venceremos pelo bem do nosso clube. Os sócios do Vasco exigem respeito! https://maisvasco.com.br/ajuda-aos-socios-fora-da-lista/ (Link clicável na bio) 💢#QuantoMaisVascoMelhor

A post shared by MAIS VASCO (@muitomaisvasco) on

Fonte: Instagram da "Mais Vasco"