Marcos Júnior vê disputa sadia por vaga no time titular

02/07/2019 às 19h43 - CLUBE

A preparação do Vasco da Gama para a sequência do Campeonato Brasileiro segue a todo vapor no CT do Almirante, em Vargem Pequena. Nesta terça-feira (02/07), como de costume nas últimas semanas, os jogadores cruzmaltinos trabalharam em tempo integral. Pela manhã, o foco da comissão técnica foi na parte física. No turno da tarde, por sua vez, os atletas suaram a camisas em trabalhos técnicos e táticos.

 

Utilizado pelo treinador Vanderlei Luxemburgo nos quatro compromissos mais recentes pelo torneio nacional, Marcos Júnior vem justificando aos poucos a aposta do Gigante da Colina em sua contratação. O camisa 19 foi um dos destaques do time no amistoso contra o Rio Branco (ES). Foi dele o primeiro gol do triunfo vascaíno pelo placar de 2 a 0 no Estádio Kléber Andrade, em Cariacica (ES). 

- Foi gratificante demais para mim, pois não sou muito de fazer gols. Fiquei muito feliz. Fiz o que o professor pediu, que é chegar na área para finalizar. Graças a Deus, tudo deu certo e gol saiu. Espero que seja o primeiro de muitos com a camisa do Vasco. Sempre que tiver a oportunidade, vou procurar aproveitar para balançar as redes e ajudar o Vasco a vencer a partidas - declarou Marcos Júnior.

Embora venha de boas atuações, Marcos Júnior sabe que precisa trabalhar ainda mais firme para se manter entre os titulares. Além de ter a concorrência de nomes que já estavam no elenco e se destacaram nos últimos meses, casos de Andrey, Lucas Mineiro e Raul, o volante viu o recém-contratado Marquinho também entrar na disputa. Se engana quem pensa, entretanto, que o aumento da concorrência é lamentado pelo camisa 19.

- Encaro como uma disputa sadia e muito importante para a nossa equipe. Quanto mais tiver jogador de qualidade disputando uma vaga no time, melhor será para o Vasco e para o professor Luxemburgo. O importante é que todos estejam disponíveis para ele fazer a melhor escolha que for melhor para cada partida. Nos cobramos muito no dia a dia, mas quando a gente vê que tem um companheiro dando o máximo, procuramos dar algo mais também - afirmou o camisa 19, acrescentando logo depois.

- Tenho certeza que o escolhido para jogar dará conta do recado e ajudará o Vasco a conquistar o resultado positivo. Acredito que o torcedor pode esperar um pouco mais da nossa equipe depois da parada. Como disse antes, ainda estávamos nos adaptando ao trabalho e a metodologia do professor. No meu caso, nunca havia jogado uma Série A, e até mesmo por insegurança, acabava não fazendo tudo que podia. Agora já estou completamente adaptado e pronto para mostrar o futebol que me fez chegar aqui - finalizou o volante.

Fonte: Site Oficial do Vasco