Marrony comenta sobre nova função no time e pede atenção no clássico

01/06/2019 às 10h52 - FUTEBOL

Destaque do Vasco da Gama em 2019, o atacante Marrony foi bastante elogiado pelo experiente treinador Vanderlei Luxemburgo após a partida contra o Fortaleza. No último final de semana, pela primeira vez no Campeonato Brasileiro, o camisa 38 foi utilizado na função de centroavante. Apesar de não ter balançado as redes, o jovem teve uma boa atuação e participou de algumas das principais tramas ofensivas da equipe de São Januário.

Atuar de costas para o gol, como um legítimo camisa 9, não é nenhuma novidade para o talentoso prata da casa. Quando estava nas divisões de base, mais precisamente na categoria sub-20, Marrony chegou a ter uma sequência entre os titulares jogando nessa função. Em entrevista ao Site Oficial, o Menino da Colina recordou o momento e agradeceu ao experiente comandante cruzmaltino pela confiança depositada.

- Já joguei algumas vezes por ali na base, então já estou meio acostumado a jogar de 9, e acho que esse período facilitou minha adaptação agora. O professor me colocou naquela função no jogo passado e acho que fui bem, consegui fazer algumas jogadas, mas sei que preciso evoluir. Fico muito feliz por ser elogiado pelo professor Vanderlei, pois é um treinador que já ganhou tudo dentro do futebol e tem muita coisa para me ensinar - declarou Marrony, revelando as  principais diferenças entre atuar na ponta ou centralizado.


- A maior dificuldade é receber a bola de costas. Eu sou acostumado a jogar na ponta e pegar o defensor mais de frente, mas tem o lado positivo também. Por ser bem rápido, ter bastante velocidade, eu levo vantagem na disputa com os zagueiros quando a bola é enfiada no espaço vazio. Toda vez que acontece essa jogada dá para criar uma chance boa de gol. O importante é continuar numa pegada forte, sendo atuando de 9 ou como ponta. O quero mesmo é fazer bons jogos e ajudar a equipe - acrescentou o camisa 38.

Com cinco tentos marcados, Marrony divide com o lateral-direito Yago Pikachu a liderança do ranking de goleadores do Gigante da Colina na temporada. O camisa 38, porém, não sabe o que é balançar as redes desde o mês de março. O jejum de gols vem incomodando o atacante, que sonha em voltar a empurrar a bola para o fundo do barbante no domingo (02/06), quando o Vasco medirá forças com o Botafogo.

- Estou chateado com o fato de não fazer gols, mas sei que também estou fazendo um papel importante para o nosso time. A comissão e o grupo estão sempre me passando confiança, pedem para eu seguir me dedicando, cumprindo bem a minha função nas partidas. Tenho conseguido provar que tenho condições de continuar na equipe. Mesmo não fazendo gols, vejo que estou no caminho certo. Me motiva saber que tenho o carinho da torcida, e quero retribuir esse apoio voltando a marcar gols - afirmou o prata da casa, revelando por fim a expectativa para o clássico.

- A expectativa do nosso grupo é de fazer uma boa partida. Tivemos um jogo muito bom lá em Fortaleza, mas no final acabamos tomando o gol. Sabemos que nossa semana foi boa, estamos bem focados e confiantes. Temos consciência do momento do Botafogo, do grande resultado que eles tiveram no meio da semana pela Sul-Americana, então é preciso ter bastante atenção para tudo dar certo e sairmos de campo com o resultado positivo - finalizou o atacante.

Fonte: Site oficial do Vasco