Maxi entra na lista dos estrangeiros com vida curta no Vasco; confira

25/05/2019 às 08h39 - FUTEBOL

Pouco mais de 10 meses depois de desembarcar no Rio de Janeiro, Maxi López não defenderá mais o Vasco. Com a rescisão amigável do contrato, o argentino entrou para a uma lista de jogadores estrangeiros que deram adeus ao clube nos últimos anos. Alguns nomes marcaram seus nomes, outros não deixaram tantas saudades.

Desde 2014, o Vasco contou com 18 jogadores estrangeiros para compor o elenco. Desse número, apenas dois continuam em São Januário: o colombiano Oswaldo Henríquez, contratado no ano passado, e o paraguaio Raul Cáceres, que chegou no início de janeiro.

De todos os estrangeiros nesse período, o uruguaio Martín Silva foi o que mais jogou. O goleiro se tornou ídolo da torcida e atuou em 245 partidas durante seus quatro anos no clube. Em segundo lugar, aparece o paraguaio Julio dos Santos, com 94, seguido de perto pelo argentino Guiñazu, com 89.

Quando se trata de artilharia, o Vasco não tem dado sorte com estrangeiros. O principal goleador desde 2014 é Riascos, hoje na Universidad Católica, com 20 gols em 75 partidas. O atacante teve duas passagens pelo clube e tornou-se xodó da torcida. O argentino Andrés Rios, com 16 gols em 71 jogos, é o vice-artilheiro. Maxi López é o terceiro da lista, com 11 em 38 jogos.

Alguns nomes, no entanto, passam longe da cabeça do torcedor. O volante Felipe Seymour, por exemplo, jogou apenas uma vez em sua passagem pelo Vasco em 2015, sendo dispensado menos de seis meses depois de ser apresentado. Outros, como Maxi Rodríguez e Herrera, chegaram com muita expectativa, mas não corresponderam dentro de campo e tiveram vida curta em São Januário.

Estrangeiros desde 2014

2014: Martín Silva, Guiñazu, Santiago Montoya, Aranda e Maxi Rodríguez.

2015: Martín Silva, Guiñazu, Julio dos Santos, Felipe Seymour, Santiago Montoya, Emanuel Biancucchi, Germán Herrera e Riascos.

2016: Martín Silva, Julio dos Santos e Riascos

2017: Martín Silva, Julio dos Santos, Damián Escudero, Manga Escobar e Andrés Ríos.

2018: Martín Silva, Oswaldo Henríquez, Erazo, Desábato, Andrés Ríos, Riascos e Maxi López.

2019: Raúl Caceres, Oswaldo Henríquez e Maxi López.

Quem mais atuou

Martín Silva - 245 jogos

Julio dos Santos - 94

Guiñazu - 89

Riascos - 75

Andrés Rios - 71

Os principais artilheiros

Riascos - 20 gols

Andrés Rios - 16

Maxi López - 11

Montoya - 4

Maxi Rodriguez - 3

Fonte: Globoesporte.com