Maxi López é abraçado por torcedores, diretoria e jogadores

05/11/2018 às 08h06 - FUTEBOL

Maxi López é, hoje, mais do que seus sete gols em 15 jogos pelo Vasco podem mostrar. Experiente, com passagens por gigantes europeus e 34 anos nas costas, o centroavante argentino contratado em julho comprou a briga do time contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro e foi abraçado por todos: do presidente à torcida.

Os números, é claro, ajudam na rápida aclamação dos vascaínos. E eles são marcantes até para o próprio Maxi López. O início dele no Vasco só não supera o começo no Catania, da Itália, quando marcou nove gols em 15 jogos, mas é melhor do que em outros 11 times, de acordo com informações do site "Soccerway": River Plate, Barcelona, Mallorca, Moskva, Grêmio, Milan, Sampdoria, Catania (foram duas passagens), Chievo, Torino e Udinese.

No dia a dia do Vasco, Maxi López costuma ficar na dele - brinca, mas é mais "caladão" e tem seu espaço, prefere focar o trabalho e ter uma relação mais prática com todos. Não é daqueles que chega antes de todo mundo para treinar ou faz horas de academia, mas se doa ao máximo durante os treinamentos do técnico Alberto Valentim, divide todas as bolas, é competitivo e "carrega" os companheiros ao máximo. Os resultados aparecem dentro de campo.

Pelo comportamento mais reservado, Maxi López não é visto exatamente como um líder, como são Leandro Castan e Ramon, por exemplo, que falam mais, esbravejam, cobram. O experiente centroavante, porém, com suas passagens por Barcelona, Milan e outros clubes europeus, é visto como um espelho por muitos, principalmente pelos mais jovens.

Em entrevistas e com seus gols, Maxi López ganhou o elenco. Desde quando chegou ao Vasco e a situação no Campeonato Brasileiro apertou, costuma dizer que "confia nos companheiros" e que a equipe não vai ser rebaixada. O comportamento é visto como uma maneira de passar realmente confiança e tranquilidade aos jogadores num momento conturbado.

- Eu falei nessa semana que acreditava nesse time. Jogamos contra um time (o Fluminense) que está muito bem e ganhamos - disse Maxi López depois de mais um gol pelo Vasco.

O respeito pelo centroavante vai além dos jogadores e da comissão técnica. O presidente Alexandre Campello e a diretoria entendem a importância dele para o Vasco. Depois da vitória sobre o Fluminense, por exemplo, membros da cúpula vascaína conversavam, aos risos, com a namorada de Maxi López, a sueca Daniela Christiansson, numa ação que até a aproxima da rotina do clube e faz o jogador se sentir mais à vontade.

O desejo de todos no Vasco é "abraçar" o centroavante argentino diante dos resultados em campo que ele tem apresentado. O sentimento da torcida, inclusive, é quase unânime: Maxi López foi a melhor contratação da temporada. Nas redes sociais, torcedores fazem festa pelo atacante. E não é à toa: ele já ajudou diretamente, com gols e assistências, o Cruz-Maltino a conquistar 13 pontos.

Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br Maxi López
Maxi López

Fonte: UOL Esporte