Moraes, em alta no Vasco, completa 100 jogos

17/01/2006 às 07h49 - FUTEBOL

O início da carreira foi difícil, como para a maioria dos jogadores. Quando estreou, há quatro anos, Morais não imaginava que, aos 21 anos, seria um dos craques do time.
Amanhã, ele completará 100 jogos na carreira.

- Era o Caixão, em 2002, no meio da Copa. O time estava perdendo por 4 a 2, entrei no segundo tempo e a gente ainda fez um gol, mas o Americano ganhou. No dia seguinte, o Evaristo, que era o técnico, me mandou de volta para os juniores. Sobrou para o moleque que estava subindo - relembra Morais, hoje podendo rir da situação.

De lá para cá, foram 99 jogos e 13 gols. Nunca, porém, o meia viveu momento tão favorável quanto agora.

Morais voltou ao Vasco no ano passado, fez um brilhante Brasileirão e é considerado por muitos o principal jogador do time.

A ponto de o técnico Renato Gaúcho apostar nele para craque do Estadual. Contra o Madureira, Morais fez um gol e foi o jogador que mais tempo ficou com a bola: 16% do tempo total do Vasco.

- O Morais está jogando muito, é fundamental para o time. E a bola passa sempre por ele mesmo. Apesar da pouca idade, sabe qual é a hora certa de tocar rápido, ou prender - atesta Renato Gaúcho, que revelou um pedido que fez ao jogador no intervalo. - Pedi que caísse em cima do Djair. Se ele fizesse uma falta, levaria o amarelo. Depois, o vermelho. Foi o que aconteceu.

Se Romário quer chegar aos mil gols, o milésimo jogo já seria um presente para Morais.

- Estou feliz pela marca, quero fazer uma carreira longa e vitoriosa aqui no Vasco - completou.

Fonte: Lance