Muito nervoso em campo, Renato criticou o time

01/06/2006 às 06h44 - FUTEBOL

Na partida que teve um baixo nível técnico, o Vasco alcançou a marca de cinco partidas sem vitórias. O fraco desempenho da equipe irritou o técnico Renato Gaúcho desde o primeiro tempo. Ele gesticulou muito durante a partida e chegou a ameaçar rasgar o colete. Chegou a tirá-lo e arremessá-lo no chão.

O treinador vive uma situação semelhante à do Campeonato Brasileiro do ano passado, quando durante boa parte da competição lutou para manter a equipe longe da zona de rebaixamento. Foi a sexta partida pelo Campeonato Brasileiro em que o Vasco começou perdendo. Em apenas uma delas, conseguiu a virada: na vitória por 2 a 1 sobre o Grêmio, no Estádio Olímpico. Renato Gaúcho não escondeu a insatisfação com o péssimo rendimento da equipe no primeiro tempo.

\"Os primeiros 45 minutos não existiram. Nem para eles nem para a gente. As duas equipes apresentaram um péssimo futebol. Nós roubávamos a bola, tínhamos espaço, mas não aproveitávamos\", disse.

O atacante Faioli, que marcou o seu primeiro gol com a camisa do Vasco, falou da melhora que o time teve no segundo tempo e lamentou o resultado.\"Voltamos do intervalo mais atentos. Chegamos mais na frente, conseguimos empatar, tentamos o segundo, mas não conseguimos. Procuramos nos fechar mais e chegar no ataque com a posse de bola\", disse.

Outro que falou do empate foi o lateral-direito Wagner Diniz. Segundo ele, o time precisa esquecer o resultado e pensar no futuro. Ele destacou a importância da preparação da equipe para a final da Copa do Brasil, durante a pausa do Brasileiro para a Copa do Mundo.\"Não foi o resultado que nós esperávamos. Nosso time queria a vitória, mas acabamos não conseguindo. O Fortaleza é um adversário difícil de ser vencido. Agora, precisamos pensar no Santa Cruz e depois trabalhar para recuperar o time durante a Copa do Mundo\", disse.

Fonte: Jornal dos Sports