MUV diz que Eurico brinca de esconde-esconde com a Justiça

13/09/2006 às 20h10 - POLÍTICA

Eurico Miranda brinca de esconde-esconde com a Justiça

O Movimento Unido Vascaíno (MUV) obteve, na 7ª Vara Cível, decisão judicial que obriga o Vasco a fornecer a lista de sócios votantes na eleição de novembro, no prazo de 24 horas. Mas, a decisão não pode ser cumprida já que Eurico Miranda não recebeu o oficial de justiça nesta terça-feira (12/9), mesmo tendo sido visto nas dependências de São Januário e seu carro estivesse no estacionamento do Vasco, e não foi localizado hoje (13/9).

Esta é a terceira vez que a justiça concede ao MUV o direito de ter acesso a lista de sócios. O Vasco não cumpriu as duas primeiras decisões. Por conta disso, no despacho, a juíza Marcia Correia Hollanda diz que se a decisão não for cumprida o clube pode ser responsabilizado por litigância de má-fé.

\"Considerando que até a presente data (12/9) o requerido não cumpriu a decisão, apesar de ter se comprometido a entregá-la ao juízo, (...) determino a intimação do requerido para que em 24 horas entregue a lista de sócios, sob pena de busca e apreensão e responsabilização pela litigância de má-fé (...)\".

O objetivo do MUV é de que as eleições de novembro transcorram com transparência e em condições de igualdade entre as chapas participantes do pleito. Inclusive, no que concerne ao acesso a lista de sócios votantes. Pelo comportamento passado e atual do presidente do clube, não parece que esse seja o seu objetivo.


Leia também:

Eurico \"desaparece\" do Vasco e MUV fica sem a lista de sócios votantes

Fonte: Assessoria de Imprensa do MUV