Natação: Joana Neves conquista o bronze nos 50m livre S5 no Mundial

11/09/2019 às 08h31 - OUTROS ESPORTES

Acostumado àquela chuva de medalhas da equipe brasileira, o torcedor viu o país passar em branco o segundo dia do Mundial de Natação Paralímpica em Londres. Nesta terça, na capital inglesa, o Brasil não ganhou uma medalha sequer. A maior chance estava no revezamento misto 4x50 metros medley. A equipe brasileira foi composta por Daniel Dias, Roberto Rodriguez, Esthefany Rodrigues e Joana Neves e acabou na quinta colocação (2min46s41), depois de passar duas parciais entre os três primeiros, a equipe caiu muito no final da prova, ao ponto de Joaninha ter que se esforçar tanto que desmaiou já fora da piscina. Ela passa bem. A China venceu com novo recorde mundial (2min32s59). A prata foi da Itália (que lidera o quadro de medalhas) e o bronze da Ucrânia.

- A gente queria uma medalha, claro. Mas o revezamento tem grande equipes. O revezamento também é uma grande oportunidade de mostrar a união do grupo e como o país está forte. Poder nadar com eles é muito bom - afirmou Daniel Dias.

Na segunda-feira, primeiro dia do Mundial na mesma piscina que recebeu as provas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2012, o Brasil terminou com dois ouros, duas pratas e um bronze. Um dos ouros foi com Daniel Dias nos 50m livre da classe S5 (deficiência física). Outra brasileira que ganhou medalhas no primeiro e ficou perto do pódio no segundo foi Joana Neves. Joaninha, como é conhecida no meio, foi bronze também nos 50m livre da classe S5 no primeiro dia.

Nesta terça, Joaninha ainda nadou os 200m livre S5 e ficou em sétimo, com 3min16s32. A campeã foi a britânica Tully Kearney, com 2min4692. Mais tarde, após a prova do revezamento, devido ao esforço, Joaninha chegou a desmaiar. A atleta de 32 anos e 1,23m tem acondroplasia (espécie de nanismo) e foi medalhista de prata no mesmo 4x50m misto nos Jogos Paralímpicos do Rio 2016.

Os outros brasileiros que disputaram finais em Londres neste segundo dia de Mundial foram Caio Oliveira, oitavo nos 100m costas S8, com 1min13s68. O ouro foi para o americano Robert Griswolrd, com 1min03s47. Já Laila Suzigan ficou na sexta colocação nos 100m livre S6, com 1min18s14. A campeã com recorde da competição foi a chinesa Yuyan Jiang, com 1min11s53. Por fim, Talisson Glock, nos 100m livre S6, ficou em quinto, com 1min08s52. O ouro foi para o colombiano Nelson Corzo, com 1min04s91.

- Foi uma prova muito forte, pessoal nadou muito perto do recorde mundial. A piscina aqui é incrível, muito rápida, muito boa - disse Talisson.

Fonte: GloboEsporte.com