Futebol

Nova geração chega para ser a base de um Vasco no futuro

No futebol a verdade de hoje é a mentira de amanhã, costumam dizer os envolvidos. No Vasco essa teoria se aplica bem à base. A garotada do clube terminou 2021 em baixa. Após um desempenho ruim dos mais jovens na última temporada, virou senso comum que o elenco precisava ser cascudo, experiente, com alma de Série B em 2022. As contratações foram nessa linha. Alguns vingaram, muitos não.

Na prática, no entanto, é a garotada que tem carregado o time nas costas na reta final da Série B. Uma nova geração cheia de personalidade, que chegou para quebrar paradigmas e virar, não somente a esperança de acesso, como a base para um novo Vasco que se desenha a partir de 2023. Afinal, todos os jovens destaques do elenco renovaram seus contratos nesse ano. E com a SAF, a expectativa é que o clube não precise se desfazer facilmente de seus talentos para conseguir recursos para o dia a dia do futebol, como aconteceu nos últimos anos.

Trio de 18 anos + Figueiredo

Andrey, Marlon Gomes, Figueiredo e Eguinaldo… jogadores que não figuravam no time ideal de nenhum torcedor em janeiro. Aliás, nenhum deles sequer fazia parte do elenco quando Zé Ricardo assumiu, no início da temporada. Os três primeiros estavam na Copinha. Eguinaldo era da equipe sub-17.

Andrey já marcou seis gols na Série B pelo Vasco — Foto: Daniel Ramalho / Vasco

Essa turma, no entanto, tem sido decisiva na campanha. As últimas quatro vitórias do Vasco tiveram a garotada como protagonista. Foi assim contra CRB (dois gols de Andrey e um de Eguinaldo), CRB (dois gols de Andrey e um de Marlon), Guarani (gol de Eguinaldo) e Náutico (gols de Andrey, Eguinaldo e Figueiredo).

No início do ano, enquanto Andrey, Marlon e Figueiredo faziam uma boa campanha na Copinha, o Vasco negociava ou se desfazia de outros jovens do elenco, muitos carimbados pelo fracasso na campanha de 2021. Ricardo Graça (Júbilo Iwata), Andrey (Coritiba), Lucão (Bragantino), Bruno Gomes (Inter), Galarza (Coritiba), Caio Lopes (Leganés), Tiago Reis (Botafogo-SP), MT (Santa Clara), Cayo Tenório (Azuris), Lucas Santos (Tombense), Vinícius Paiva (Ituano), entre outros menos badalados, não estavam nos planos.

A nova geração chegou de mansinho. Figueiredo e Andrey foram integrados ao elenco profissional após a Copinha. O atacante, aliás, fez parte do elenco no ano passado, teve algumas oportunidades, mas terminou o ano em baixa. Usou a Copa São Paulo para recuperar prestígio. Foi artilheiro da competição e recebeu nova oportunidade.

Eguinaldo e Marlon Gomes subiram depois. Foram chamados para um período de treinos com elenco profissional em julho e não desceram mais. Estrearam juntos, contra o Ituano, e hoje são titulares do Vasco.

Andrey

É a estrela da companhia. Aos 18 anos, assumiu o protagonismo no Vasco com uma maturidade que impressiona. Talvez seja o jogador mais regular na campanha. É volante, mas chega bem ao ataque e já marcou seis gols na Série B. Alvo de clubes europeus, renovou nesta semana seu contrato até 2027. A multa é de 50 milhões de Euros.

Eguinaldo

Marlon Gomes e Eguinaldo, dupla de 18 anos, foram chamados para treinar entre os profissionais em julho e hoje são titulares — Foto: André Durão

É outra joia que subiu da base do Vasco. Ao contrário de Andrey, no entanto, não foi preparado ao longo dos anos pelo clube. Estava na várzea no Maranhão até o ano passado, foi descoberto pelo Artsul e teve ascensão meteórica no Rio de Janeiro. Vice-artilheiro do Carioca sub-20 deste ano, foi puxado pelo profissional, rapidamente ganhou a posição de titular e já marcou três gols. Diante do sucesso, o Vasco exerceu a opção de compra e adquiriu 70% do atacante de 18 anos, que pertencia ao Artsul. Assinou até 2027.

Marlon Gomes

O meia, de 18 anos, sempre foi destaque na base do Vasco. Chegou ao clube em 2018 e tem passagens por todas categorias de base da seleção. Sua rápida adaptação ao elenco profissional, no entanto, surpreendeu. Assim como Eguinaldo, conquistou rapidamente uma vaga entre os titulares. É versátil e pode jogar em várias posições. Sua grande atuação até o momento foi contra o Tombense, quando marcou um belo gol em arrancada do meio de campo. Renovou contrato em fevereiro e seu vínculo termina em dezembro de 2024.

Figueiredo

Com 21 anos, Figueiredo é o veterano da turma — Foto: André Durão

Completou 21 anos em agosto e é o veterano da turma. Teve oportunidades no ano passado e não foi bem. Nesse ano, no entanto, deu a volta por cima. Foi artilheiro da Copinha com oito gols e vem se notabilizando por marcar gols bonitos no profissional. Foram três, todos em belos chutes de fora da área. Entre os quatro, é quem mais teve chances no time, alternou atuações boas com outras apagadas, e hoje não é considerado titular. Tem sido, no entanto, um jogador importante na campanha e fechou a goleada sobre o Náutico, na sexta, com um golaço. Em março teve o contrato renovado até o fim de 2025.

Fonte: Globo Esporte
  • Quinta-feira, 29/09/2022 às 21h30
    Vasco Vasco 1
    Londrina Londrina 1
    Campeonato Brasileiro - Série B São Januário
  • Terça-feira, 04/10/2022 às 19h00
    Vasco Vasco
    Operário Operário
    Campeonato Brasileiro - Série B Estádio Germano Krüger
  • Sábado, 08/10/2022 às 18h30
    Vasco Vasco
    Grêmio Novorizontino Grêmio Novorizontino
    Campeonato Brasileiro - Série B São Januário
  • Domingo, 16/10/2022 às 16h00
    Vasco Vasco
    Sport Sport
    Campeonato Brasileiro - Série B Ilha do Retiro
  • Quinta-feira, 20/10/2022 às 21h30
    Vasco Vasco
    Criciúma Criciúma
    Campeonato Brasileiro - Série B São Januário
  • Quinta-feira, 27/10/2022 às 20h00
    Vasco Vasco
    Sampaio Corrêa Sampaio Corrêa
    Campeonato Brasileiro - Série B São Januário
  • Domingo, 06/11/2022 às 18h30
    Vasco Vasco
    Ituano Ituano
    Campeonato Brasileiro - Série B Estádio Municipal Doutor Novelli Junior