Outros Esportes

O projeto Vasco Olímpico de Sydney em 2000

Quando era dirigente e presidente do Vasco da Gama, Eurico Miranda colecionou polêmicas. Uma delas foi em relação ao projeto olímpico do Vasco da Gama para os Jogos Olímpicos de Sydney 2000.

Vasco Investiu mais que o COB

Entre 1999 e 2000, ninguém investiu mais no desporto olímpico brasileiro que o Vasco. O Gigante da Colina superou até o Comitê Olímpico Brasileiro. O cartola Eurico Miranda passou a ser um forte defensor dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro de 2007.

A grande verdade é que muitos atletas não eram atletas do Vasco da Gama que não era federado a várias federações, como hipismo e vela. Mas a Cruz de Malta era um copatronacidor destes atletas, que se sustentavam com fundos públicos e outros patrocinadores. O Vasco pagava viagens para treinamentos e torneios e oferecia a estrutura de São Januário para treinamentos e aperfeiçoamentos.

Vasco Campeão de Tudo


Eurico Miranda não economizou dinheiro nem energia. Para o basquete masculino contratou o técnico Hélio Rubens e o craque Demétrius e o clube se sagrou bicampeão brasileiro de 1999 e 2000. No vôlei feminino, Fernanda Venturini vestiu a camisa vascaína no time comandado por Isabel Salgado que terminou a Superliga em segundo lugar. Gustavo Borges era o nome mais conhecido da natação que passou a ser o time mais forte do Brasil em 1999, 2000 e 2001.

Em esportes como basquete, vôlei e natação, o investimento poderia trazer algum resultado, pois o clube desenvolvia suas escolinhas com o interesse das crianças e havia grande rivalidade com outros clubes, como o Flamengo. Ou seja, o Vasco estava sempre na mídia.

Mas o programa megalomaníaco partiu para esportes como hipismo e vela, esportes que o Vasco não pratica, que seus maiores rivais tampouco se interessam. Mesmo assim, Rodrigo Pessoa e Robert Scheidt ganharam o patrocínio da Cruz de Malta, assim como Adriana Behar e Shelda do vôlei de praia.

Esportes não-olímpicos também foram beneficiados como boliche, bodyboarding, windsurfe, rodeio e rali. o Futsal lotou o Maracanãzinho para ver Manoel Tobias e o Vasco ganhou a Taça Brasil e a Liga Nacional de 2000.

Eurico justificava o investimento: "O brasileiro não se liga muito em ver atleta dando 40 voltas em uma pista, mas, se você botar uma camisa do Vasco, do Flamengo, do Botafogo, todos vão querer saber o resultado. É isso que nós queremos".

Resultados Expressivos do Vasco

Nos Jogos Pan-Americanos de 1999, o 160 dos 436 atletas da delegação brasileira eram vinculados ou patrocinados pelo Vasco. Nos Jogos Olímpicos de Sydney 2000, eram 83 atletas, que voltaram ao Brasil com 19 medalhas.

Somente em 2000, o Vasco investiu cerca de R$ 30 milhões nos esportes olímpicos e amadores, mais que os R$ 23 milhões do COB.

O Fim do Vasco Olímpico
 


Financeiramente, o o projeto olímpico não era viável. Eurico conseguiu sustentá-lo até o o fim de Sydney 2000. Já em setembro surgiram as primeiras reclamações de atletas que não haviam sido pagos.

Enquanto muitos dirigetens, cartolas e técnicos culpavam Eurico Mirando, o cartola respondia dizendo que a parceria entre o clube e o Bank of America havia terminado. Segundo ele, a empresa norte-americana era quem patrocinaria o esporte vascaíno.

Muitos atletas entraram na justiça para conseguir primeiro a rescisão contratual e posteriormente os salários atrasados e indenizações.

Qual era o objetivo de Eurico Miranda? Ser presidente do Vasco? Conseguiu. Ser presidente do COB ou liderar o projeto dos Jogos Pan-Americanos de 2007? Nisso ele falhou.

Se está relacionado ou não, o Vasco não cedeu o estádio de São Januário para os Jogos Pan-Americanos, nem para os Jogos Olímpicos do Rio 2016.

Os atletas do Vasco em Sydney 2000


Adriana Behar - Vôlei de Praia

Agnaldo Magalhães - Boxe

Alexandre Parededa - Vela

André Domingos - Atletismo

André Fonseca - Vela

Andréia - Futebol

Armando Barcellos - Triatlo

Carla Moreno - Triatlo

Carlos Jayme - Natação

Carmem Silva - Tae Kwon Do

Carolina Moraes - Nado Sincronizado

Cassius Duran - Saltos Ornamentais

César Quintaes - Natação

Chana - Handebol

Chicória - Handebol

Christoph Bergmann - Vela

Cidinha - Futebol

Cláudia Neves ("Claudinha") - Basquetebol

Claudinei Quirino - Atletismo

Cláudio Souza - Atletismo

Cleiton Conceição - Boxe

Cristina Mattoso - Vela

Daniel Hernandes - Judô

Eduardo Fischer - Natação

Edvaldo Valério - Natação

Emanuel - Vôlei de Praia

Eroníldes Araújo - Atletismo

Fabíola Molina - Natação

Fernanda Oliveira - Vela

Giovane - Voleibol

Gustavo Borges - Natação

Guto Campos - Canoagem de Velocidade

Hélton - Futebol

Hudson Souza - Atletismo

Hugo Hoyama - Tênis de Mesa

Isabela Mores - Nado Sincronizado

Janeth Arcain - Basquetebol

Joana Cortêz - Tênis

José Albuquerque - Boxe

Kelly - Basquetebol

Kiko Pelicano - Vela

Laudelino Barros - Boxe

Leonardo Costa - Natação

Lígia Silva - Tênis de Mesa

Loiola - Vôlei de Praia

Luciana Alves - Atletismo

Luiz Lima - Natação

Marcel Aragão - Judô

Marcelinho - Voleibol

Marcelo Ferreira - Vela

Márcio Simão - Atletismo

Marco Martins - Esgrima

Maria Elisabete Jorge - Levantamento de Peso

Maria Kahe - Vela

Mariana Ohata - Triatlo

Marília Gomes - Ginástica Artística

Maurício Santa Cruz - Vela

Maurren Maggi - Atletismo

Max - Voleibol

Nélson Júnior - Atletismo

Osmar Barbosa - Atletismo

Osmiro Silva - Atletismo

Pretinha - Futebol

Raphael Oliviera - Atletismo

Raquel - Voleibol

Ricardo - Vôlei de Praia

Ricardo Winicki - Vela

Robert Scheidt - Vela

Rodrigo Pessoa - Hipismo

Roger Caumo - Canoagem de Velocidade

Roseli - Futebol

Sanderlei Parrela - Atletismo

Sandra Soldan - Triatlo

Sebastian Cuattrin - Canoagem de Velocidade

Shelda - Vôlei de Praia

Sissi - Futebol

Sueli Pereira - Atletismo

Suzana - Futebol

Tânia Ferreira - Judô

Torben Grael - Vela

Vanderlei Lima - Atletismo

Vânia Ishii - Judô

Vicente Lenílson - Atletismo

Zé Marco - Vôlei de Praia

Fonte: Blog Esporte Rio
Loading...