Clube

O que se sabe até agora da reforma de São Januário

Como é o projeto?

O projeto está ligado à transferência do potencial construtivo, que é o direito de construir além da própria área de seu terreno. No caso do Vasco, caso ela seja aprovada, o potencial de São Januário será transferido para regiões da Barra da Tijuca, onde outros interessados (que não o Vasco) pagarão para ganhar esse direito.

Esses recursos financeiros direcionados ao cruz-maltino devem ser utilizados inteiramente na reforma do estádio. Uma possível transferência de potencial construtivo é viabilizada, entre outros fatores, por relevância social e econômica de equipamentos e instituições para a cidade — no caso da Colina, é uma obra que traz também uma revitalização para a região.

Na prática, o projeto permite que o Vasco transfira o "direito de construir" da área do estádio para interessados, sendo compensado financeiramente no processo, em recursos que terão que ser utilizados para a reforma.

A atua diretoria comandada por Pedrinho herdou o projeto da gestão de Jorge Salgado. A SAF da 777, mesmo antes do afastamento, não tinha controle do estádio, que ficou com o clube associativo.

Quando deve acontecer?

Antes da primeira aprovação na Câmara, o projeto já havia recebido parecer coletivo positivo de 17 comissões. Além das duas votações em plenário, foram determinadas as realizações de três audiências públicas. Duas já foram realizadas, na Câmara e na Barra da Tijuca. A terceira está marcada para São Januário, na próxima terça-feira. Além dela, resta mais uma votação. Caso aprovado, o projeto vai para sanção do prefeito Eduardo Paes.

O Vasco busca a aprovação do projeto já na semana que vem ou até este mês de junho, uma vez que a Câmera de Vereadores entra em recesso no dia 1º de julho. Caso isso realmente aconteça, o clube teria que fechar a venda do potencial construtivo à empresa interessada para, enfim, começar a reforma.

Com o Campeonato Brasileiro em andamento, é mais provável que a reconstrução se inicie ao final desta temporada, levando em conta a aprovação antes do recesso da Câmara Municipal.

Qual a capacidade?

O projeto prevê capacidade para 47.838 torcedores. Mais que o dobro dos 21.880 atuais. Eles seriam divididos da seguinte forma: 32.743 nas arquibancadas, 10.258 nas cadeiras, 1.130 nos espaços lounges, 378 nos camarotes coletivos, 210 nas frisas, 133 nos camarotes tradicionais e 123 nas tribunas.

Fonte: Agência O Globo
  • Quinta-feira, 13/06/2024 às 21h30
    Vasco Vasco 0
    Palmeiras Palmeiras 2
    Campeonato Brasileiro - Série A Arena Barueri
  • Domingo, 16/06/2024 às 18h30
    Vasco Vasco
    Cruzeiro Cruzeiro
    Campeonato Brasileiro - Série A São Januário
  • A definir
    Vasco Vasco
    São Paulo São Paulo
    Campeonato Brasileiro - Série A A definir