Opinião: 'A lição sobre administrar resultado'

08/01/2020 às 08h28 - FUTEBOL

Comentei nesta terça-feira para o Sportv o duelo pelo Grupo 19 da Copinha entre Vasco e Jacuipense. Na preliminar, o Itapirense havia vencido o Carajás e garantido primeira vaga do grupo. Se vencesse, o Vasco também avançaria por antecipação. Até os 39 do segundo tempo, o 1 a 0 parecia garantido, mas os baianos aproveitaram a indolência vascaína e empataram. Provavelmente o Gigante da Colina vai se classificar, mas os meninos aprenderam uma importante lição sobre os riscos de querer administrar uma vantagem mínima no futebol.

Melhores momentos de Jacuipense 1 x 1 Vasco pela Copa SP de Futebol Júnior

Os dois times têm, evidentemente, expectativas distintas. O Jacuipense conseguiu uma façanha com seu time profissional, subindo da Série D para a Série C do Brasileiro. E do time que começou ontem a segunda rodada da Copinha, seis jogadores foram promovidos ao profissional e vão jogar a Série C - a Copa SP é, portanto, um amadurecimento para esse grupo. O Vasco precisa de conquistas, depois de uma temporada muito boa, mas frustrante porque o time sempre ficou no "quase" - vice na Copinha para o São Paulo, vice na Copa RS para o Grêmio (depois de eliminar gente do tamanho dos argentinos Independiente e River Plate), vice no Estadual para o Flamengo, e duas eliminações na semifinal para o mesmo Palmeiras: no Brasileiro sub-20, depois de fazer a melhor campanha na primeira fase, e na Copa do Brasil. Sabe, portanto, o caminho das finais, precisa focar e dar o passo definitivo.

Talvez tranquilo demais por ter pego um grupo fraco, o Vasco demorou a entrar no jogo. O Jacuipense marcava muito bem, mas não tinha competência nem muitos jogadores para atacar. A partir dos 30 minutos, o Vasco apertou, os baianos sentiram o aspecto físico, e o gol carioca saiu. Após um bate-e-rebate, o lateral Riquelme (o melhor jogador do Vasco) foi buscar uma bola perdida no fundo e centrou para Luan (que havia entrado no lugar e Laranjeira, que se machucou) fazer 1 a 0 de cabeça.

No segundo tempo, o Vasco nem precisava atacar, porque o Jacuipense não conseguia incomodá-lo. E aí caiu na armadilha de se poupar e fazer o relógio correr. Com isso, Bernardo começou a tomar conta do meio-campo, a criar, driblar, até conseguir uma chance claríssima - que Miranda salvou perto da linha de gol. Aos 39, o mesmo Bernardo bateu uma falta da direita, com efeito. O goleiro Gomes tentou segurar mas, frio, deixou a bola triscar seus dedos e morrer no fundo do gol.r

Agora, o Vasco enfrenta o Itapirense, e se empatar está classificado. Entrará sabendo do resultado de Jacuipense x Carajás. Se o time baiano não vencer, o Vasco entra em campo com a vaga. O Jacuipense precisa vencer, torcer para os cariocas perderem e ainda tirar uma diferença que neste momento é de seis gols.

Inimaginável o Vasco ser eliminado. Mas que a lição desta terça-feira tenha servido a esse bom elenco vascaíno...

Fonte: Blog 'Entre as Canelas' - ge