Opinião: Valdiram, um passado nebuloso e um futuro duvidoso

14/02/2007 às 10h16 - FUTEBOL

Foi-se o Valdiram. A ficha policial já ameaçava condená-lo, mas o Vasco deixou um dia o preconceito de lado e abriu suas portas para o jogador de passado nebuloso. Deu-lhe todas as chances. O atacante chegou a ter a simpatia da torcida, mas, lá pela milésima escorregada na conduta, caiu de vez. Foi emprestado por 90 dias ao Itumbiara, de Goiás. Valdiram não sabe ler nem escrever. O Vasco lhe deu escola, emprego, cama e comida. O que mais Valdiram quer da vida? Não pode reclamar da sorte. Não pode.

Fonte: Blog de Marluci Martins