Pai de Romário quer virada de mesa para salvar o América

30/03/2008 às 11h41 - POLÍTICA

Romário tem razão. Conforme revelou ao ‘Ataque’ seu pai, Edvair, de 76 anos, há 58 anos torcedor do América ‘está ferrado’ com a crítica situação do clube. Ele, que apostava que seu time não perderia para o Vasco, na quinta-feira, em São Januário, renovou sua esperança numa vitória sobre o Mesquita, que também luta para não cair.

Mas se o rebaixamento for inevitável, seu Edevair tem uma proposta a fazer ao presidente Reginaldo Mathias: promover uma virada de mesa com a ajuda de outros grandes clubes do Rio.

“Seria ótimo que os outros grandes se unissem e nos ajudassem a ficar na Primeira Divisão. Não custaria nada. Se der, eu mesmo peço a cada presidente de clube pessoalmente. O Romário também pode me ajudar nessa”, espera.

De qualquer jeito, seu Edevair exige que os dirigentes do Diabo façam um planejamento eficaz que salve o clube do fracasso total.

Para ele, será uma tarefa muito árdua conseguir subir de novo sem um trabalho realmente sério. “Vai ser preciso fazer a coisa certa, porque muitos clubes descem e não conseguem subir de novo. A Segundona é muito difícil, mesmo. Basta a gente lembrar os casos de Bangu, Olaria e Bonsucesso”, aponta o pai do Baixinho.

Fonte: O Dia Online