Futebol

Para ficar de olho: Marlon Gomes é candidato a destaque da seleção sub-20

Jovens com a responsabilidade de levar o Brasil de volta a um campeonato mundial e sob a sombra de nomes badalados que não tiveram a liberação de seus clubes. A Seleção Sub-20 inicia nesta quinta-feira, na Colômbia, a participação no Sul-Americano que vale vaga no Mundial da Indonésia, e o ge destacou talentos que devem ser determinantes na caminhada do time comandado por Ramon Menezes.

Se peças como Endrick, Matheus França e Marcos Leonardo não foram liberadas por Palmeiras, Flamengo e Santos, respectivamente, o Brasil conta com revelações do nível de Andrey Santos, comprado recentemente pelo Chelsea, e Vitor Roque, protagonista do Athletico-PR vice-campeão da Libertadores. Dos caçulas Pedro e Luís Guilherme, de apenas 16 anos, até os "cascudos" Robert Renan e Savinho, confira jovens para ficar de olho com o auxílio de Marcelo Raed, comentarista do Grupo Globo.

O Brasil, que não disputa o Mundial da categoria desde 2015, estreia no Sul-Americano nesta quinta, às 19h (de Brasília), diante do Peru, no estádio Pascual Guerrero, em Cali. A primeira fase é dividida em dois grupos de cinco, com os três primeiros avançando para o hexagonal que classificará quatro países para a Copa do Mundo na Indonésia.

Mycael - Goleiro (Athletico-PR)

Titular de Ramon Menezes, o goleiro vem da linhagem do Athletico-PR que já abriu caminho para nomes como Weverton e revelou Santos, ambos com passagens pela Seleção principal, e tem em Bento um dos grandes destaques da última temporada. Acostumado a vestir a amarelinha desde o Sub-15, tem longo histórico nas seleções de base, apesar de ainda não ter feito sua estreia no gol do Furacão. Do alto de seu 1.92, aos 18 anos, é elogiado pela segurança e capacidade de jogo com os pés.

"O Mycael se mostrou seguro e consistente em toda a trajetória das categorias de base, na boa escola de goleiros do Athletico Paranaense. Já jogou final de Brasileiro Sub-17 e Copa do Brasil Sub-20 pelo clube paranaense e foi campeão Sul-Americano Sub-15 com a Seleção em 2019. É um goleiro alto, de bom porte físico, jogo com os pés e saída do gol. E a concorrência é altíssima no gol, já que Kaique, do Palmeiras, e Kauã Santos, do Flamengo, estão no mesmo nível"

Robert Renan - Zagueiro (Zenit)

Uma das grandes descobertas de Vitor Pereira no Corinthians na temporada 2022. Não à toa, foi escolhido pelo Zenit para fazer parte da badalada transferência de Yuri Alberto em definitivo para o Timão. Participou de 13 jogos do time profissional no ano passado, sendo 11 como titular. Possui características muito interessantes para um zagueiro moderno, como boa capacidade de construção de jogo, predominância no pé esquerdo e eficiência no combate direto. Um dos capitães da Seleção.

"Robert é canhoto, rápido e com bom passe desde o sistema defensivo. Tem alguma dificuldade na tomada de decisão, e vai terminar o desenvolvimento no Zenit, da Rússia"

Marlon Gomes - Meio-campo (Vasco)

Outro que está entre os líderes da geração comandada por Ramon Menezes e com rodagem entre os profissionais. Foi importante ao lado de Andrey na campanha do acesso do Vasco na Série B do ano passado, com 18 partidas, dois gols marcados e duas assistências. O entrosamento com o ex-companheiro de clube é um dos trunfos do Brasil na Colômbia. Versátil, tem a capacidade de resolver problemas de Ramon em diversas funções. "Desde a base sou conhecido por ser versátil", se definiu certa vez em entrevista.

"É importantíssimo para essa Seleção do Ramon Menezes e será importantíssimo para o Vasco na temporada. Tem uma leitura de jogo impressionante e consegue atuar bem em diversos setores do campo, como volante, meia, lateral direito ou ponta. A versatilidade é uma das suas principais características, que só possível pela inteligência no jogo".

Andrey Santos - Meio-campo (Chelsea)

Sem dúvidas o grande nome da seleção que tenta levar o Brasil de volta a um Mundial da categoria após oito anos. Comprado recentemente pelo Chelsea por 12.5 milhões de euros (cerca de R$ 71 mi), o jovem de 18 anos não mediu esforços para conseguir a liberação do clube inglês mesmo com o Sul-Americano não sendo data FIFA e foi o último a se apresentar na Granja Comary. Mais jovem a se profissionalizar pelo Vasco no Século, aos 16 anos, em 2021, somou 38 jogos pelo time principal, com oito gols marcados. Foi titular em 33 partidas na campanha do acesso à Série A.

"Andrey é a chave do sistema de jogo do Ramon Menezes. Joga como um primeiro volante, pela qualidade técnica que permite liberar laterais e meias para o campo ofensivo. No Vasco teve destaque jogando como um meia com chegada no ataque. É um jogador acima da média na função, e vai poder provar isso com a camisa da Seleção no Sul-Americano antes da passagem no Chelsea"

Savinho - Atacante (PSV)

Um dos dois nomes da Seleção que atua no futebol europeu e um dos que tem maior rodagem entre os profissionais. Revelado pelo Atlético-MG em 2020, fez parte das campanhas dos títulos do Mineiro, da Copa do Brasil e do Brasileirão de 2021 até ser negociado com o Grupo City em junho daquele ano por 6.5 milhões de euros. Desde então, está emprestado ao PSV, onde ainda não se firmou e alterna entre o time principal e a equipe B. Soma 50 jogos e quatro gols marcados como profissional.

"Surgiu como uma grande revelação do Atlético Mineiro pela facilidade de drible, sempre atuando pelo lado direito. Foi para o futebol holandês e ainda não se firmou, alternando entre a equipe principal e a equipe B do PSV. Tem no Sul-Americano Sub-20 uma grande possibilidade de protagonismo para mudar a chave para a sequência da carreira"

Vitor Roque - Atacante (Athletico-PR)

Indiscutivelmente o destaque desta Seleção ao lado de Andrey Santos, o camisa 9, a maior esperança dos gols que podem levar o Brasil ao Mundial após um jejum de duas edições. Veloz, habilidoso e com um faro artilheiro já comprovado entre os profissionais, tem apenas 17 anos e já soma 52 partidas e 13 gols por Cruzeiro e Athletico-PR. Foi um dos grandes nomes da campanha do Furacão no vice-campeonato da Libertadores do ano passado.

"Atacante de intensidade e velocidade, vai ter a oportunidade de jogar na sua zona de preferência, como atacante de referência, coisa que não aconteceu ainda na gestão do Ramon Menezes, que usava o Vitor Roque pelo lado do campo. A ausência de Marcos Leonardo e Endrick fazem de Vitor Roque o principal destaque ofensivo dessa Seleção Sub-20"

Luís Guilherme - Meio-campo (Palmeiras)

Um dos caçulas da Seleção, convocado para o Sub-20 mesmo que ainda tenha idade para a competição Sub-17, que também acontece em 2022. Aos 16 anos, é um dos grandes parceiros de Endrick nas categorias de base do Palmeiras e chegou a participar de uma partida do clube na Copinha. Camisa 10 do time campeão no tradicional torneio de Montaigu, na França, recebeu a oportunidade de Ramon após a não liberação de peças importantes por Palmeiras, Santos e Flamengo.

"Com apenas 16 anos, Luís Guilherme ultrapassou a própria geração e pode disputar duas Copas do Mundo em 2023, pelo Sub-20 e pelo Sub-17. Tecnicamente é acima da média, mas precisa melhorar a intensidade para já se firmar no Sub-20 e seguir o caminho do seu companheiro Endrick, que já é titular nos profissionais e infelizmente não foi liberado para a disputa da competição. Pela qualidade técnica, Luís Guilherme pode fazer qualquer posição do setor de ataque, mas começa a competição como opção".

Pedro - Meio-campo (Corinthians)

Outro precoce da delegação, com apenas 16 anos. Parceiro de ataque do amigo Endrick na Seleção Sub-17, foi um dos últimos convocados juntamente com Luís Guilherme, quando já fazia parte do grupo do Corinthians que disputou a Copinha. Esteve em evidência desde o início do ano não somente por ser uma das grandes promessas do clube, mas também por estar envolvido na compra de Yuri Alberto. Uma das exigências do Zenit foi ter a prioridade para aquisição futura do garoto que atua tanto no meio quanto no ataque.

"Pedrinho chega como opção e uma boa aposta. Tem algumas características interessantes e pode jogar na criação do time, por dentro ou pelo lado do campo. Ainda não teve grande destaque na categoria e pode usar a competição para se colocar em outro nível até dentro do Corinthians"

Fonte: Globo Esporte
  • Terça-feira, 07/02/2023 às 21h10
    Vasco Vasco 2
    Nova Iguaçu Nova Iguaçu 0
    Taça Guanabara Mané Garrincha
  • Domingo, 12/02/2023 às 18h00
    Vasco Vasco
    Fluminense Fluminense
    Taça Guanabara Maracanã
  • Quinta-feira, 16/02/2023 às 20h30
    Vasco Vasco
    Botafogo Botafogo
    Taça Guanabara Maracanã
  • 25/02 ou 26/02
    Vasco Vasco
    Boavista Boavista
    Taça Guanabara São Januário
  • 04/03 ou 05/03
    Vasco Vasco
    Flamengo Flamengo
    Taça Guanabara Maracanã
  • 08/03 ou 12/03
    Vasco Vasco
    Bangu Bangu
    Taça Guanabara São Januário