Para jornalista, críticos têm de pedir desculpas a Luxemburgo

12/08/2019 às 08h41 - FUTEBOL

O trabalho de Vanderlei Luxemburgo a frente do Vasco foi tema de debate do Troca de Passes deste domingo. O Cruz-Maltino venceu o Goiás por 1 a 0 e abriu distância da zona do rebaixamento. É o 14º colocado com 17 pontos, seis a mais que o primeiro do Z-4. Carlos Cereto está gostando do trabalho do experiente treinador e disse que quem o criticou deveria pedir desculpas:

- Está na hora de boa parte da crônica esportiva pedir desculpas a Vanderlei Luxemburgo. O time melhorou sob seu comando. Para quem dizia que ele era ultrapassado, o Vanderlei deu uma melhorada, entendendo as limitações do time. Ele sabe que não pode tirar muito mais do que está tirando.

Já o comentarista Carlos Eduardo Lino discordou do apresentador:

- Mas por que pedir desculpas? Acho que a gente tem que ir devagar com o torcedor do Vasco. A 14ª posição não é uma posição a altura da tradição do Vasco. Lutar contra o rebaixamento não é o que se espera de uma camisa do peso e do tamanho da do Vasco. Não é para pedir desculpas para ninguém. Está fazendo o mínimo. Mas o Vasco não faz nenhum trabalho exemplar, não joga bem o Brasileiro, tem conseguido bons resultados, mas vai lutar contra o rebaixamento. O Vasco tem evoluído, mas ainda não é uma boa equipe, não se pode dizer que já é um time bem treinando, ajustado, tem jogadores talentosos. Ainda está longe.

O ex-jogador Petkovick, por sua vez, disse que o principal mérito de Luxemburgo é entender as limitações do elenco do Vasco:

- Subiu bastante sob o comando do Luxemburgo. Isso é inegável. Ele entende as limitações do time, a qualidade que não é ideal para o time do Vasco, pela camisa. Mas tem o que tem. E o que tem ele abraçou, está indo bem, com sua experiência, seu conhecimento. Tem que tirar o chapéu.

Fonte: GloboEsporte.com